Precisa entender o que é link building?

Neste post vamos te explicar tudo sobre essa técnica e como ela se encaixa nas estratégias de SEO, CRO e otimização de sites.

Você também vai conferir aqui recomendações das melhores práticas para já sair aplicando nas suas páginas! 

Vamos lá?

O que é link building?

A técnica de link building tem o objetivo de conseguir links que direcionam para as páginas do seu site, de diferentes formas — trataremos sobre elas logo mais.

Essa estratégia aumenta a relevância e autoridade do site nos mecanismos de buscas, como o Google, e, assim, faz com que seus resultados orgânicos melhorem.

Isso faz com que o volume do tráfego no seu site aumente, além de garantir uma navegação do usuário por um maior número de páginas, o que também contribui para um melhor posicionamento da sua marca nas plataformas de pesquisa.

Tipos de links

Como comentamos, existem diferentes táticas dentro do link building que podem ser exploradas para buscar o resultado desejado.

Essas se dividem no uso de links internos, externos e backlinks.

Vamos abordar cada um deles.

O que são links internos?

Links internos são aqueles aplicados a páginas de um site que direcionam para o mesmo domínio.

Aqui no blog da Leadster fazemos uso desse recurso quando, por exemplo, dentro de um blog post direcionamos o leitor para outro conteúdo que pode ser de interesse dele.

Esses links internos possibilitam que o usuário passe mais tempo dentro do seu site e navegando em um número maior de páginas.

Esses dois fatores são medidos pelos buscadores e bons resultados fazem com que o seu ranqueamento também seja impulsionado.

O que são links externos?

Links externos são links incluídos no seu site e que direcionam para diferentes domínios. Isso impulsiona os resultados do site linkado e pode ser aplicado ao usar outro site como referência, exemplo ou parceria.

O que são backlinks?

Backlinks são links de domínios diferentes que direcionam para páginas do seu site.

Por exemplo, seu site pode estar linkado no site de um parceiro ou algum conteúdo que está publicado no seu site pode estar linkado como referência em um outro conteúdo externo.

Os backlinks são um dos principais fatores que contribuem para o rankeamento das suas páginas nos buscadores.

Mais do que uma grande quantidade de links, a relevância aumenta com links de qualidade, provenientes de sites com autoridade de domínio e relação com o seu negócio. 

Para que serve link building? 4 Motivos para investir na técnica

Além de fazer suas páginas subirem nos rankings de pesquisa, a técnica de link building é fundamental para as estratégias de SEO e de CRO para otimização de site, para construir autoridade, criar relacionamentos, fortalecer a marca, receber mais visitantes e leads de referências fortes. 

Confira em detalhes essa lista de motivos para investir em link building: 

1. Melhorar seu rankeamento orgânico

O Link Building é um dos pilares das técnicas de SEO e consiste em criar links internos (que direcionam para outras páginas do seu próprio site) e links externos (outros sites que apontam o seu como referência ou indicação). 

Com essa estratégia, o principal objetivo é levar um volume maior de visitantes para suas páginas, que podem, a partir daí serem estimulados pelo funil de vendas para se tornarem leads e potencialmente clientes.

2. Estreitar o relacionamento com outras marcas

Uma das formas de implementar o link building é construir parcerias com outras marcas, com ferramentas que vamos abordar logo mais nesse texto. 

Além dos resultados orgânicos de ambas as marcas serem assim impulsionadas, esse movimento também faz com que sua marca esteja com outras que podem ser estratégicas em muitos outros pontos além do link building.

3. Receber visitantes de fontes confiáveis

Se um usuário está navegando em um site em que ele confia e já tem hábito de consumir conteúdos, terá mais segurança ao clicar em um link referenciado por ali.

Além disso, sua marca estará sendo, de alguma forma, indicada e relacionada à marca em que ele confia, o que dá destaque para a sua página.

4. Construir autoridade de domínio e de marca

Uma boa estratégia de link building aumenta a confiabilidade e, consequentemente, a autoridade do seu domínio.

Mais do que isso, ao criar conteúdos de qualidade, ela também auxilia a sua marca a estabelecer autoridade e referência no seu mercado de atuação.

  Confira também - 3 Cases de Growth Hacking atuais — e como você pode aplicar esse método

Como fazer link building?

Existem diversos recursos que podem ser explorados ao fazer link building.

Eles se dividem entre técnicas “white hat”, que são as boas práticas, indicadas e que não descumprem as normas estabelecidas pelas plataformas de busca e as técnicas “black hat”, que utilizam recursos contrários às diretrizes dos buscadores. 

Vamos começar com as técnicas white hat e que sua empresa deve explorar: 

Linkagem interna e externa

Incluir nas páginas e em publicações internas links, tanto para o mesmo domínio, quanto para diferentes referências é uma das práticas que já explicamos e que é recomendado para começar o trabalho de link building.

Não se atenha apenas as páginas de navegação do seu site: se você ainda não trabalha com Marketing de Conteúdo essa é uma excelente maneira de criar presença e autoridade de marca, além de multiplicar as páginas do seu site que podem ser ranqueadas e que podem incluir ambos os tipos de link.

Guest posting

A técnica de guest posting consiste na publicação de conteúdo entre marcas parceiras.

Você convida um especialista de outra marca a escrever no blog da sua marca, por exemplo, ou entrega um conteúdo para que a outra marca publique no blog do lado de lá.

Esses conteúdos contêm backlinks que podem atrair os visitantes de um site para o outro.

Alguns especialistas em SEO consideram a técnica meio controversa, pois teoricamente vai contra as diretrizes do Google, já que pode ser considerada uma tentativa de manipulação de algoritmo e os sites são punidos caso o algoritmo detecte algo de errado.

Apesar disso, essa é uma prática muito comum.

Parcerias de conteúdo

Você também pode criar conteúdos em parcerias com outras marcas uma estratégia chamada de co-marketing.

Os materiais produzidos podem ser de diversos formatos, como e-books, guias, webinars, etc. 

Além de trabalhar o link building nesse tipo de estratégia, ela também é interessante pois o conteúdo é distribuído não só para a sua audiência, seguidores e leads, mas também para estes contatos da marca parceira.

Seja com co-marketing ou com guest posting, sempre se esforce para produzir conteúdo de qualidade, de selecionar parceiros com uma boa base de contatos e uma boa autoridade de domínio, e de fazer uma abordagem personalizada na hora de oferecer uma parceria de conteúdo para alguém.

Recursos linkáveis

Além dos textos com links internos, externos e backlinks, você também pode incluir links em diferentes formatos, menos óbvios, mas que são facilmente compartilháveis e linkáveis, como imagens, infográficos e links em redes sociais. 

Como NÃO fazer link building – práticas para evitar

Algumas técnicas de link building podem parecer tentadoras, mas não são recomendadas, por não serem éticas e por serem penalizadas pelos buscadores. São elas:

Técnicas “black hat”

Como comentamos, técnicas “black hat” são aquelas que descumprem as normas estabelecidas pelas plataformas de busca.

Elas dizem respeito não apenas à inclusão de links, mas aqui vamos nos ater a estas.

Entre as técnicas de link building consideradas black hat estão:

  • Linkfarm: quando diversos sites, com a intenção de melhorar o rankeamento, direcionam para eles, entre si. Os links neste tipo de prática não têm contexto ou relevância.
  • Private Blog Networks ou PBN: é a geração artificial de links através de uso de redes compostas de vários blogs e sites com tal finalidade. 

Compra e troca de links

A compra ou a troca de links também é considerada uma técnica que vai contra as diretrizes dos buscadores e que pode ser passível de penalização.

Qualquer link gerado com uma recompensa, seja esse dinheiro ou outra negociação, é considerado um link pago.

Spam ou mensagens automáticas em comentários

Comentários automáticos com inclusão de links, em blogs ou fóruns, também é uma forma controvérsia e punida de gerar backlinks.

Existem até mesmo ferramentas que geram esse tipo de spam, mas com a inclusão da tag nofollow pelos buscadores, esse tipo de comentário não tem mais nenhuma relevância para o rankeamento.

Melhores ferramentas de link building

Existem algumas ferramentas que recomendamos caso você queira criar uma estratégia de link building ainda mais completa. 

Para rastrear e medir a relevância dos links que direcionam para as suas páginas, além de verificar autoridade de domínios e até verificar links suspeitos, você pode explorar opções como Ahrefs, Check My Links, SEMrush, MajesticSEO e Moz.

Essas ferramentas possuem muitas outras funcionalidades para SEO e otimização de conteúdo orgânico, que vão muito além do link building.

Gostou desse conteúdo aqui do blog?

Confira também o post “Otimização de Site: É Melhor Focar em SEO ou Conversão?”.

Compartilhe agora!

Fernanda Andreazzi

Estrategista de conteúdo na Leadster, atua há 5 anos com Marketing Digital, Inbound Marketing, SEO - e tudo o que há de bom