Para muitos empreendedores e gestores, a expansão e o crescimento da empresa é um passo tão desafiador quanto o início dos negócios. 

As estratégias de crescimento para obter os resultados desejados dependem de inúmeros fatores, como o modelo de negócio, as possibilidades de investimento e até dos processos e da cultura organizacional.

Se você está buscando estratégias de crescimento para sua empresa, desvendamos esse universo neste post, para que você possa começar com a bagagem certa. Vamos lá?

O que são estratégias de crescimento?

O que são estratégias de crescimento?

Quando uma empresa deseja expandir sua atuação no mercado, aumentar sua participação nas vendas, lançar um novo produto ou serviço ou ainda aumentar a sua capacidade produtiva, precisa fazê-lo através de planejamento, métodos e sistemas de controle. 

Essas são as estratégias de crescimento que vão garantir que os resultados desse passo sejam positivos.

Esse pensamento estratégico envolve a definição de objetivos, prazos, investimentos, testes, recursos, responsáveis e limites.

Por que sua empresa deve aplicar estratégias de crescimento?

Por que sua empresa deve aplicar estratégias de crescimento?

Para que o negócio se desenvolva de maneira saudável e sustentável, ela precisa crescer. 

E esse crescimento precisa ser, de alguma forma, controlado.

Aí entram as estratégias de crescimento, para que você possa se munir com os melhores recursos, fazer testes e experimentos, traçar planos e pautar esse crescimento com foco na saúde financeira da empresa.

Muitas empresas erram ao não prever os riscos e acabam prejudicando o caixa da empresa quando o crescimento ou expansão é feita sem esse tipo de plano estratégico.

Modelo de negócio X Estratégia de crescimento

O seu modelo de negócio é um dos fatores que direcionam o tipo de estratégia escolhida para a expansão.

Afinal, a dinâmica de vendas, dos processos internos e até mesmo o tipo de entrega mudam. 

Diferentes modelos como B2B, B2C e SaaS se favorecem de diferentes aspectos do mercado, público e ferramentas.

Vale a pena buscar estratégias específicas de acordo com o seu modelo de atuação e aprofundar seus conhecimentos em exemplos do setor.

Principais estratégias de crescimento e como aplicá-las na sua empresa

Principais estratégias de crescimento e como aplicá-las na sua empresa

Mas vamos lá: na prática, por onde começar as estratégias de crescimento de uma empresa?

Destacamos, aqui, as principais delas:

Valide o seu modelo de negócio

Faça pesquisas de mercado e benchmarkings

Seja qual for o seu plano de crescimento ou expansão, é preciso estar seguro de que esse passo é possível.

Para isso, pesquisar o cenário, as necessidades e as oportunidades do mercado é fundamental. 

Você pode fazer essas pesquisas através de trocas com outras empresas e parceiros que já tenham mais experiência ou pode realizar grupos com consumidores do mercado que deseja atuar, por exemplo.

Essas informações serão como ouro na hora de montar o planejamento e determinar aspectos como prazos, orçamentos e objetivos.

 Saiba mais - Benchmarking no Marketing: O Que é, Como Fazer e Exemplos

Conheça seu público-alvo

O público é quem movimenta o negócio.

Sem atrair e converter os consumidores, as vendas não se concretizam e o crescimento de qualquer empresa se torna inviável.

Então, no planejamento estratégico de crescimento estude a fundo o público-alvo que você quer atingir. 

Em primeiro lugar, você vai trabalhar com o mesmo público que já atende hoje ou a expansão de alguma forma precisa atingir novos consumidores?

Depois, essa proposta de expansão atende os desejos e necessidade desse público? Vai existir demanda para suportar esse crescimento?

O conhecimento do público é também o que vai direcionar os canais e esforços de divulgação, a dinâmica de vendas e até mesmo o tipo e modelo do produto ou serviço oferecido.

 Confira o post - ICP, Persona e Público-Alvo: Não Confunda esses 3 Conceitos

Conheça as dores, ofereça as melhores soluções

Com o entendimento do mercado e do público, você chegará a um ponto crucial da expansão de qualquer negócio: a oferta. 

Com conhecimento das oportunidades do mercado e com as necessidades dos consumidores, sua empresa pode preencher essa lacuna com a disponibilização de um novo produto ou serviço, com o atendimento de uma região que ainda não foi explorada ou mesmo com o aperfeiçoamento de uma solução que você já vende hoje. 

Estude a concorrência e defina o seu diferencial

Depois de entender melhor como está o mercado e como a concorrência está atuando, chega o momento de uma análise interna.

Para se posicionar em uma expansão, é preciso ter muito claro qual é o diferencial da sua empresa ou da sua solução.

Por que os consumidores vão optar pela sua empresa ao invés dos concorrentes?

Alguns exemplos são: preço, comodidade, diferentes formatos de compra e pagamento, tecnologia empregada, atendimento personalizado, qualidade garantida…

E qual desses diferenciais é o que importa para o seu público?

Sem esse diferencial claro, você não conseguirá comunicar corretamente os benefícios do seu produto e a sua argumentação de venda perderá para a dos seus concorrentes.

Desenvolva novos produtos

Como comentamos, se houver este entendimento do mercado, a empresa pode crescer através do lançamento de novos produtos e da oferta de novos serviços, além daqueles já oferecidos no ramo em que atuam. 

Com esse tipo de estratégia, a empresa ganha por já ter um público fidelizado e pelo conhecimento de mercado.

Você pode desenvolver produtos ou serviços complementares ao perceber necessidades dos seus clientes. 

Atente-se à demanda do mercado e ao propósito da sua empresa nesse tipo de expansão.

Aprimore os produtos lançados

Outra forma de utilizar estratégias de crescimento é através do aprimoramento de produtos ou serviços do leque da empresa. 

Ao trabalhar com um produto ou serviço, ninguém melhor do que a própria empresa conhecerá as dificuldades, pontos de melhorias apontados pelos clientes, motivos para a compra ou para a desistência da mesma, etc.

Transforme essas informações em algo a favor do crescimento, mostrando para seus consumidores que você escuta o que eles têm a dizer e entregue um produto ou serviço aprimorado.

Além de melhorar a satisfação do consumidor, essa estratégia também pode conquistar novos mercados e clientes.

Expanda a atuação da empresa

Para abranger um público maior, gerar um maior volume de vendas ou contratações, atuar em diferentes localizações pode ser a resposta para o crescimento que sua empresa deseja. 

Se sua empresa já é consolidada em uma capital, por exemplo, pode usar esse histórico e essa força para expandir o atendimento ou a entrega para outras regiões do estado.

Algumas formas desse tipo de estratégia de crescimento são: franquias, filiais ou e-commerce.

Lembre-se sempre de investir em pesquisas de mercado e de público na nova região, pois você pode encontrar um cenário diferente do que está acostumado.

Invista em marketing

O marketing é um fator crucial na expansão dos negócios, pois é ele o responsável pela divulgação da nova forma de atuação da empresa.

Portanto, o planejamento deste setor precisa ser revisto no momento de planejar o crescimento.

Descubra os melhores canais de divulgação

Se você vai trabalhar com um novo público, uma nova localidade, uma nova solução ou mesmo ampliar a força de produção para escalar seu negócio, é preciso entender quais são os melhores canais para isso.

Explore ferramentas como redes sociais, e-mail marketing, Google Ads, Facebook Ads, blog no site, comunicação em ponto de venda, ações promocionais, etc. 

Por exemplo, se você tem uma loja física que agora vai vender também online, já sabe que precisa investir em marketing digital.

Seguindo esse exemplo, precisa também entender onde seu público está, como ele consome e por qual canal é melhor impactá-lo. 

Além das pesquisas, faça testes e direcione seu orçamento para aqueles canais que obtiverem melhores resultados.

 Você também pode gostar de ler: 8 Novos Canais de Vendas para Testar em 2022

Invista em marketing digital

Citamos um exemplo totalmente online no tópico anterior.

Mas mesmo as empresas que trabalham com venda offline ou com prestação de serviços presenciais podem se beneficiar e muito das ações de marketing digital.

Com a internet tão presente em nosso dia a dia, são poucos os consumidores que não fazem ao menos uma pesquisa rápida por este canal antes de uma compra.

Investir em SEO, anúncios online, conteúdo em redes sociais, produção de conteúdo, captação de leads são alguns dos exemplos de como o marketing digital pode impulsionar o seu negócio.

Tenha um site otimizado para conseguir clientes

Otimizar um site significa analisar fatores de estrutura e conteúdo, buscando por melhorias que podem ser feitas em ambos aspectos.

Então, com um site otimizado você aumenta o volume de visitas a ele, oferece conteúdo relevante para o seu público, melhora a relevância online da sua marca e melhora as taxas de conversão.

E a estratégia de otimização do conteúdo (SEO) deve vir acompanhada da otimização para conversão (CRO), para aumentar assim as chances de transformar visitantes em leads ou em clientes.

Saiba mais sobre este tema no conteúdo aqui do blog “Otimização de Site: É Melhor Focar em SEO ou Conversão?”.

Priorize a satisfação do cliente

Você pode atrair o público certo e conseguir converter as primeiras vendas da sua solução.

Porém, se no pós-venda os seus clientes ficarem insatisfeitos, dificilmente sua empresa vai escalar rumo ao crescimento. 

Além de não voltarem a comprar, esses clientes insatisfeitos podem manchar a reputação da sua marca.

Para garantir uma baixa taxa de churn (a desistência entre os consumidores) e boas avaliações dos consumidores, priorize a qualidade do serviço ou produto oferecido.

Preocupe-se em oferecer uma experiência positiva para o consumidor do início ao fim. 

Estruture sua equipe de vendas

Se a demanda pela sua solução aumenta, a sua equipe de vendas precisa estar pronta para absorver essa quantidade de solicitações e manter o padrão de atendimento. 

Imagine-se como um consumidor que quer fechar um negócio e não tem a atenção desejada.

Você logo ficará insatisfeito e procurará por outra empresa, não é verdade?

Então treine sua equipe para essa nova dinâmica de vendas, reavalie os processos e ferramentas utilizadas e, se necessário, faça novos investimentos em atendimento automatizado e em novos representantes comerciais. 

Busque parcerias

As alianças comerciais também devem estar presentes entre as estratégias de crescimento das empresas.

Uma boa parceria resulta em conhecimento de mercado, entrada em setores diferentes e aquisição de público qualificado.

Para que a sua parceria seja sólida, você precisa garantir que ela esteja alinhada com os objetivos da empresa e que o parceiro seja de confiança, com um bom histórico com os clientes.

Expanda sua equipe e melhore a gestão de pessoas

O investimento na equipe é muito importante para a expansão da empresa. 

Negócios podem ter um ótimo planejamento e estratégia de crescimento, mas, sem pensar na gestão de pessoas, ele simplesmente não acontecerá.

Avalie, de acordo com os seus objetivos, se será necessário investir em nova capacitação, nova gestão ou mesmo no aumento no número de colaboradores de cada setor.

Exemplos de estratégias de crescimento de sucesso

Exemplos de estratégias de crescimento de sucesso

Para que você possa ver como as estratégias de crescimento acontecem na prática, destacamos aqui três cases que valem o conhecimento.

Facebook

Quando o Facebook foi lançado, ainda em 2004, ele não tinha a força e a popularidade que tem hoje.

Era apenas mais uma entre diversas redes sociais tentando se destacar.

Para conseguir essa atenção e expansão de mercado, que visava novos usuários, a empresa seguiu uma estratégia de crescimento gradual.

Primeiro, o foco esteve na divulgação na localização em que eles tinham maior influência: no campus da faculdade de Harvard, onde a plataforma foi criada.

Uma vez que o Facebook já tinha um certo número de usuários ali, a expansão passou para outras universidades, com a utilização da mesma estratégia de Harvard, já que os públicos eram semelhantes e tinham os mesmos desejos.

Só então, já com um número mais expressivo de usuários, a plataforma foi aberta para além dos estudantes e aos poucos foi criando novas soluções e funcionalidades, que atendessem às necessidades dos novos públicos e que resultassem em novas formas de rentabilidade.

Google

O Google, outra plataforma que hoje é gigante, nos mostra a importância das estratégias de crescimento bem planejadas. 

O buscador começou como uma forma das pessoas fazerem buscas online, num modelo B2C.

Com o passar do tempo e com as mudanças de consumo, a empresa percebeu que ali estava uma grande oportunidade de negócio: comercializar no modelo B2B, possibilitando assim que outras marcas anunciassem na plataforma.

Assim surgiu um novo produto: o AdWords, hoje Google Ads.

Depois de desenhar essa nova ferramenta pensada para um novo mercado, o Google foi aprimorando o produto, que hoje conta com a rede de display em sites parceiros, o Google Shopping, a rede de busca e melhorias de experiência em todas as funcionalidades.

Amazon

A Amazon é mais um case que trazemos aqui, mostrando com excelência como dominar um mercado. 

A estratégia de crescimento foi feita com uma extensa lista de opções de um nicho, inicialmente: o de livros.

Com isso, ela se destacou no mercado online, oferecendo uma seleção maior do que a de outros sites e se destacou também em relação às livrarias físicas, que tinham uma limitação de espaço e não poderiam oferecer tantas opções ao público. 

Depois, seguindo essa mesma dinâmica, foi expandindo a atuação para outros setores, como DVDs e eletrônicos, até se tornar a plataforma de e-commerce que conhecemos hoje.

Conclusão

As estratégias de crescimento estão muito relacionadas com o modelo de negócio, com as possibilidades e desafios enfrentados por cada empresa, em cada mercado.

As dicas que compartilhamos aqui foram úteis para você entender o cenário do seu negócio e a planejar seus próximos passos?

Compartilhe agora!
Categorias: Vendas