Você pode realizar diversas ações e trabalhar os pontos de conversão no seu funil de vendas, mas sem ter um norte de que resultado espera, muitas vezes fica difícil analisar se os esforços estão indo pelo caminho certo, não é verdade?

Entender qual é a taxa de conversão por segmento lhe auxiliará a entender também os seus próprios resultados, a propor melhorias e a embasar os relatórios com um comparativo real com o mercado.

E, se você chegou até este conteúdo procurando por este benchmark, chegou ao lugar certo!

Confira as taxas médias de conversão por segmento:

  • Imobiliárias: 2,62%;
  • Mercado B2B: 3,60%;
  • Automotivo: 3,68%;
  • Venda de produtos (exceto e-commerce): 4,01%;
  • Software: 4,12%;
  • Educacional: 5,74%;
  • Serviços: 6,67%.

Continue sua leitura para aprofundar os conhecimentos sobre o tema e saber mais sobre os dados que compartilhamos acima.

O que consideramos como uma conversão?

O que consideramos como uma conversão?

Os dados da taxa média de conversão por segmentos são resultado de uma pesquisa realizada pela Leadster durante um ano, com mais de 63 milhões de acessos em 1001 sites: o Panorama de Geração de Leads no Brasil

Nessa pesquisa e análise consideramos apenas as conversões de visitantes para propostas de vendas (como demonstrações, pedidos de orçamentos, agendamento de reuniões, solicitação de mais informações, entre outros).

Não foram incluídas no estudo Landing Pages de topo de funil (como e-books e outros materiais), que possuem altas taxas de conversão.

Como calcular a taxa de conversão?

Como calcular a taxa de conversão?

Para descobrir ‌como calcular a taxa de conversão você precisa acompanhar os números de visitantes do seu site e páginas de conversão, além do número de leads ou vendas geradas a partir de cada uma delas.

Com esses dados em mãos, o cálculo é bastante simples:

Taxa de conversão em vendas

Os elementos desta conta dependem do perfil de análise, de acordo com a fase do funil de vendas.

Quanto é uma boa taxa de conversão?

Quanto é uma boa taxa de conversão?

Como você deve imaginar, não existe apenas um número ideal para as taxas de conversão. 

Uma conversão de um lead em cliente em uma contratação de um software com contrato mínimo de 12 meses é muito mais complexa do que um visitante deixar um e-mail para se cadastrar em uma newsletter.

O nível de comprometimento relacionado é o principal fator determinante na taxa de conversão, mas não é o único. 

A fase do funil de vendas é um fator de interferência, bem como o segmento de atuação, já que o perfil de compra, processo de vendas e mesmo a dinâmica da compra variam muito. 

Taxa de conversão por segmento de mercado

Taxa de conversão por segmento de mercado

Como o segmento é um fator muito relevante nas taxas de conversão, não seria justo você comparar os esforços de marketing da sua empresa com resultados de outro setor, não é mesmo?

Por isso o benchmarking dentro do seu setor é tão relevante no momento de pesquisar taxas saudáveis de acordo com cada material que você quer desenvolver ou analisar. 

Trouxemos novamente os dados do Panorama de Geração de Leads do Brasil:

A área de Serviços apresenta as melhores taxas de conversão entre todos os negócios analisados (6,67%), seguida de perto pelo segmento Educacional (5,74%).

Os segmentos B2B, Automotivo, Software e Venda de Produtos têm taxas semelhantes — muito próximas da média geral, que é de 3,81%.

Já o segmento Imobiliário ficou com o menor resultado do estudo: 2,62% de conversão.

12 Dicas para Otimizar a Taxa de Conversão por Segmento

12 Dicas para Otimizar a Taxa de Conversão por Segmento

Você revisou suas taxas de conversão e as comparou com os resultados de mercado do nosso estudo.

Agora, identificou que precisa de ações para otimizar seus resultados?

Nós também providenciamos isso para você!

Confira 12 dicas para melhorar suas taxas de conversão:

1. Faça pesquisas e entrevistas com os seus clientes e público-alvo

Nenhuma taxa de conversão vai se tornar uma métrica de sucesso se as ações e materiais não levarem em conta o público-alvo.

Então, para conhecer o seu público a fundo, não fique apenas com “achismos”.

Faça pesquisas e entrevistas com os seus contatos, para entender não só o perfil de consumo, mas também os hábitos, dores, necessidades, interesses e desejos deles.

Tudo, absolutamente tudo, realizado dentro do setor de marketing deve levar em consideração esse perfil ou perfis identificados. 

2. Garanta que o seu site tenha escaneabilidade na leitura

Se seu site tem uma leitura difícil, isso joga a sua taxa de conversão lá pra baixo.

A navegação deve ser facilitada, apenas com o conteúdo necessário e com elementos bem distribuídos. 

Algumas dicas para tornar seu site mais escaneável são:

  • Utilizar fontes de fácil leitura;
  • Dividir os textos em blocos de conteúdo menores;
  • Utilizar subtítulos e listas para dividir o conteúdo;
  • Manter o texto objetivo.
 Leia também: 9 Dicas Práticas para Melhorar a Taxa de Conversão do seu Site

3. Foque em otimizar as técnicas de copywriting

Copywriting é uma técnica de escrita focada em persuasão, para estimular o leitor a tomar uma decisão. 

Mais do que criar textos persuasivos, o copy do seu site precisa ser claro, objetivo, criativo, saber se comunicar com a persona e com a fase em que ela se encontra na jornada de compras.

4. Invista em um bom design e experiência do usuário

Se o texto é importante para a conversão, o design e a experiência do usuário no seu site ou páginas de conversão não fica muito atrás.

A falta de entendimento e de investimento nestes aspectos também pode estar levando sua taxa a cair.

Como também identificamos no Panorama de Geração de Leads, o mobile já representa a maior parte dos acessos aos sites brasileiros, com 56,48% do volume de visitantes – contra 42,69% do desktop.

Entretanto, quando analisamos as taxas de conversão deste tipo de dispositivo, percebemos que elas são, em média, 34% menores do que a conversão no desktop.

Isso acontece porque muitas empresas ainda não otimizam o site para a versão mobile e perdem ao não oferecer a melhor experiência para o usuário que chega às páginas através dos aparelhos móveis.

Portanto, leve esse ponto em consideração na hora de pensar na experiência do seu usuário em todos os dispositivos.

5. Tome cuidado com elementos que possam distrair a atenção do visitante

Todos os elementos inseridos em uma página fazem parte da construção que leva ou não à conversão.

Se esses elementos mais atrapalham do que facilitam a navegação e a experiência do visitante, eles se tornam distrações para o objetivo desejado.

Portanto, reveja os elementos das suas páginas e faça essa análise. Se eles forem dispensáveis, elimine-os.

6. Aposte em depoimentos de clientes satisfeitos

Adicionar depoimentos que comprovem o que está sendo divulgado (“a chamada prova social”) aumenta as chances de conversão. 

Segundo a empresa de pesquisa alemã Statista, 30% dos consumidores concordam que as provas sociais têm um grande impacto na percepção de confiança em relação a um produto ou marca no momento de decisão de compra. 

7. Reduza a quantidade de dados solicitados ao lead

Se você já trabalhou com conversão de leads através de formulários estáticos, sabe como pode ser complicado atingir taxas de conversão interessantes ao pedir qualquer informação mais específica sobre o visitante, já que um formulário com muitas perguntas pode ser uma barreira que impede a conversão.

Segundo a HubSpot, formulários com mais de três perguntas costumam ter taxas de conversão mais baixas.

Por isso, retire dos formulários todas as informações que não forem essenciais no momento daquela conversão – mas garanta uma alternativa para conseguir essas informações antes do lead ser direcionado ao comercial.

8. Substitua formulários por opções mais dinâmicas, como chatbots

Os assistentes virtuais, ou chatbots, são a melhor alternativa em relação aos formulários estáticos e estão conquistando um público cada vez maior, pois eles garantem melhores taxas de conversão e uma experiência mais interativa e dinâmica para o usuário. 

Essas ferramentas abordam cada consumidor de forma personalizada, de acordo com seu contexto de navegação, e assim conseguem aumentar o engajamento.

De acordo com uma pesquisa feita pela Twillio, 9 em cada 10 consumidores desejam se comunicar com as empresas através de mensagens.

9. Destaque as vantagens do produto em relação às outras soluções

Seu consumidor em potencial está de olho em uma coisa: a vantagem daquele produto ou serviço na vida dele.

Se essa vantagem não está bem destacada, ele não vai se dar ao trabalho de procurar e pode optar por um concorrente que deixe isso em evidência. 

Então, principalmente nas Landing Pages, é preciso deixar claro o benefício e a diferenciação que sua solução oferece.

10. Demonstre segurança e ofereça garantias

Suas páginas de conversão, principalmente aquelas que precisam de dados pessoais e financeiros do consumidor (como número do cartão, endereço ou CPF) precisam passar segurança, ou então o consumidor não vai completar a conversão.

Aposte em ferramentas para segurança de dados e ofereça garantias com a compra ou contratação, como possibilidade de troca, devolução com insatisfação ou mesmo assegure seu consumidor sobre o que ele pode esperar ao fechar um negócio. 

11. Inclua fotos ou demonstrações para ilustrar o produto / serviço

A solução oferecida pela sua marca pode ser demonstrada a partir de fotos ou de vídeos?

Então inclua esses elementos nas suas páginas, pois eles aumentam a segurança e garantia que acabamos de citar.

12. Demonstre todas as possibilidades oferecidas pela solução

Tudo o que seu produto ou serviço entrega precisa estar descrito nas suas páginas, se você quer melhorar suas taxas de conversão.

Mas lembre-se de outras dicas que demos aqui: mantenha os textos objetivos e use os benefícios e diferenciais a seu favor.

Você também pode trabalhar todas essas possibilidades depois da conversão, através de comunicação direcionada e fluxos de automação que reforcem os atributos do produto ou serviço.

Conclusão

Ações e melhorias são necessárias para aumentar a taxa de conversão, independente do segmento.

Com o atendimento personalizado, pensado para o público desejado, focando na experiência do usuário e sem depender de formulários estáticos: essa é a proposta do Marketing Conversacional. 

Através de chatbots e assistentes virtuais, as conversões acontecem de forma mais dinâmica e moderna.

Quer levar esse tipo de estratégia para a sua marca e assim explorar uma opção para otimizar a taxa de conversão do seu site?

Saiba mais sobre a nossa solução e sobre como ela aumenta em até 3x a sua taxa de conversão de leads. Faça agora seu teste gratuito com a plataforma da Leadster.


Fernanda Andreazzi

Estrategista de conteúdo na Leadster, atua há 5 anos com Marketing Digital, Inbound Marketing, SEO - e tudo o que há de bom

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.