Com o avanço do marketing conversacional  – que aumenta a geração de leads através da conversação – uma dúvida vem crescendo entre quem trabalha com marketing digital:  usar landing page ou chatbot?

Funciona assim: o visitante está consumindo seu conteúdo, é impactado por um banner ou um link no texto e, clicando, é direcionado para uma landing page. 

Nessa landing page há um formulário estático, onde seu visitante coloca seus dados e se transforma em lead.

Esse sempre foi o jeito mais popular de conversão e geração de leads para qualquer estratégia de inbound e conteúdo. Mas ser o mais popular não é a mesma coisa que ser o melhor. 

Nesse texto vamos te mostrar a alternativa à landing page que as melhores marcas estão usando para converter mais leads – a landing page com chatbot. 

Também vamos falar bastante sobre o marketing conversacional, para você conhecer melhor a estratégia e tirar todas as suas dúvidas. 

Vamos? Mas primeiro algumas definições:

O que é landing page? 

Landing page é uma expressão em inglês que significa “página de pouso” ou “página de destino”. 

É onde você chega após clicar em um link? Mais ou menos. Na teoria, todas as páginas de destino de um link são sim landing pages. O próprio Google as categoriza assim no Google Analytics. 

Mas, na prática – e de acordo com a metodologia inbound – uma landing page é uma página única, voltada para transformar visitantes do seu site em leads através de uma oferta. 

Ou seja: é uma página voltada para a conversão.

🔎 Confira: 4 Ideias Comprovadas para Aumentar a Conversão do seu Site com Chatbots

Um exemplo: nós temos uma calculadora de leads que oferecemos gratuitamente no nosso site, mas desde que você deixe suas informações de contato para baixar. 

Mas onde ela está? Onde deixar as informações? Na landing page da calculadora de leads.

A grande maioria das landing pages tradicionais vai apresentar as seguintes características: 

  • Um bom trabalho de copywriting e escrita persuasiva; 
  • A apresentação clara do que é a oferta; 
  • Botões em cada dobra da página para aproveitar a oferta; 
  • Imagens simples e design minimalista; 
  • Um formulário ao final para captação dos dados.
🔎 Leia também: 16 Melhores Ferramentas de Landing Page para Gerar Leads

É nesse último ponto que nós vamos focar nesse texto – vamos conversar sobre o que vale mais a pena: landing pages ou sites com chatbot, ou ainda uma landing page chatbot. 

Mas vamos conversar mais sobre os chatbots primeiro? 

O que é um chatbot? 

Um chatbot é um recurso. Ao contrário da landing page – que é uma página – o chatbot pode ser instalado em qualquer página do seu site. 

O chatbot simula uma conversa real através de fluxos que você configura previamente. Com comandos já definidos e um caminho traçado, o visitante pode usar o chatbot para várias coisas: 

  • Tirar dúvidas sobre o produto; 
  • Solicitar um orçamento
  • Pedir para ser direcionado ao suporte; 
  • Baixar um material; 
  • Solicitar documentos; 
  • Pedir assistência técnica; 

Dentre outras. O chatbot atua dentro de cada segmento com fluxos personalizados, então você pode usá-lo para uma infinidade de situações. Mais sobre isso agora: 

🔎 Leia também: Blog para Gerar Leads: 10 Estratégias Essenciais

Pra que serve um chatbot?

Os usos do chatbot são tão personalizáveis quanto os fluxos conversacionais que você determina. 

Mas no geral, as principais vantagens do chatbot incluem maior conversão de leads, melhor distribuição deles e organização das solicitações de contato no seu site. 

Sobre a conversão de leads: uma landing page chatbot, por exemplo, não vai usar um formulário de cadastro, optando por captar as informações dos visitantes através de uma conversa. 

Ao mesmo tempo, uma imobiliária pode usar um chatbot no seu site para distribuir as solicitações de contato para os departamentos corretos. 

Por que ter um site com chatbot?

Um site com chatbot faz tudo o que um site normal faz, só que melhor e com mais organização. 

A conversão de leads aumenta, a organização da empresa também – acabamos de falar sobre isso no tópico anterior. 

Mas tem um outro ponto que vale bastante a pena explorar: com um chatbot, você tem alguém para responder às dúvidas dos seus visitantes instantaneamente. 

Isso aumenta as chances de você conseguir fazer mais orçamentos, por exemplo, porque o caminho até ele é menor. 

Seu cliente em potencial não precisa te ligar, cair em uma gravação no telefone pedindo pra ele digitar 5 para falar com o setor responsável. Com o chatbot está tudo ali, na hora. 

Exemplos de landing page e sites com chatbot

Vamos ver como sites estão usando os chatbots hoje? Veja alguns exemplos de sites com chatbots para ilustrar o que estamos conversando até agora. 

Primeiro, veja como uma landing page com chatbot usa a ferramenta para converter leads. Usamos como exemplo essa landing page da Leadster, que oferece um framework para um estudo de públicos:

Quando você clica no botão, ao invés de você ser direcionado para um formulário estático, uma janela do chatbot abre e você oferece seus dados de contato em uma conversa:

Agora veja esse outro exemplo, o site da Salute Imobiliária com o chatbot Leadster implementado:

Quando você clica na janela do chatbot, ele imediatamente já começa uma conversa e pede seu e-mail para recomendações personalizadas. 

Veja como, nesse caso, o visitante no site teria que procurar essa informação no site, entrar em uma landing page, fazer seu cadastro e só aí começar a receber essas indicações. Com o chatbot, fica tudo mais fácil e imediato. 

Agora veja esse outro exemplo, da plataforma educacional Isaac, que usa o chatbot Leadster para pedir um orçamento sem compromisso:

Para conseguir um orçamento, o visitante também teria que navegar pelo site, encontrar o formulário, colocar seu e-mail e descrever o que ele precisa. 

Com o chatbot, ele é direcionado para o orçamento assim que entra no site, sem precisar fazer mais nada. 

Como você pode ver, o chatbot oferece possibilidades personalizadas de acordo com o seu segmento e os seus objetivos. As possibilidades são enormes!

Landing page ou chatbot? 

Já não é mais uma questão de preferência – uma landing page com chatbot converte mais do que landing pages que não têm chatbots.

Fazer uma landing page hoje e colocar os formulários para as pessoas inserirem seus dados ainda é válido, mas a geração de leads de quem usa os chatbots só aumenta. 

É possível fazer uma landing page feita inteiramente com um chatbot, mas você também pode trabalhar com um modelo misto – a landing page que usa o chatbot apenas no momento da conversão. 

De qualquer forma, o marketing conversacional comprovadamente gera mais leads, e se a sua landing page não oferece suporte para a instalação de um chatbot, você está perdendo conversões. 

Confira algumas estatísticas sobre landing page chatbot: 

  • 71% dos consumidores espera que as empresas se comuniquem com eles em tempo real (Salesforce);
     
  • 9 em cada 10 consumidores gostariam da opção do chat em tempo real (Twilio);
  • 80% das perguntas de rotina podem ser respondidas por chatbots (IBM); 
  • A taxa de engajamento mais baixa em chatbots é de 35% a 40%. Chatbots com bom design chegam a 90% (Matthew Barby); 
  • 81% do público de tecnologia não preenche formulários para acessar conteúdo (LinkedIn). 
🔎 Leia também: 15 Passos para Criar Landing Page de Alta Conversão + Checklist Gratuito

O que são as conversational landing pages?

Dizer conversational landing page não é a mesma coisa que dizer landing page com chatbot. 

Existe uma diferença crucial entre as duas: a conversational landing page é praticamente só a interação. Não há uma landing page por trás e um chatbot sendo usado no lugar do formulário. 

Em poucas palavras, a landing page é o chatbot. 

Nós temos um exemplo que você pode testar agora, inclusive. Acesse nesse link uma landing page conversacional simples ou veja o print abaixo:

landing page ou chatbot?

Todos os clientes Leadster podem fazer uma landing page conversacional como essa, criando o seu fluxo como desejarem e colocando links para qualquer parte do site – inclusive para o download de um material. 

Uma landing page com chatbot para conversão é como o exemplo que mostramos mais acima: a landing page tradicional existe, a diferença é que ela não tem um formulário, mas sim um chatbot. 

🔎 Leia também: Conheça os Melhores Chatbots do Mercado para usar em 2023

Quais as vantagens de usar uma landing page chatbot?

Principalmente a garantia maior da conversão através de mensagens personalizadas direto para a pessoa que você quer converter. 

Pelos dados que já mostramos ao longo do texto, fica claro que a landing page com chatbot para conversão é melhor. Não porque é inovação, nem porque é algo diferente do modelo que estamos acostumados, mas sim porque as pessoas querem. 

Oferecer às pessoas o que elas querem é o trabalho do marketing inbound como um todo. Aliás, do próprio marketing. 

🔎 Leia também: Como Triplicar a Conversão de Anúncios Com um Chatbot

Maior identificação do visitante

Formulários estáticos não conversam bem com a identidade visual ou editorial de qualquer empresa. 

Isso por natureza: você pode colocar o texto que quiser neles, e deixá-los no estilo que você quiser – ainda assim sua própria estrutura já comunica uma mensagem própria. 

O marketing conversacional veio para ficar, substituindo o modelo datado dos formulários por algo que converte mais e melhor. 

Facilidade na criação

E outro ponto interessante é a facilidade na confecção da landing page chatbot. 

Nessas mais puras, as conversational landing pages, não é necessário passar o dia inteiro (ou até mais) montando a página – alguns cliques e a definição do fluxo já basta.

Menos abandono

Um grande problema em landing pages é o abandono do usuário quando eles percebem que precisam preencher um formulário enorme. 

Ou um que pede dados não muito comuns – como o CPF e data de nascimento.  

Muita gente acaba lendo o formulário inteiro e, vendo que vão precisar deixar essas informações, preferem deixar a oferta pra lá. 

Em uma landing page com chatbot ou uma pura conversational landing page, você tem mais espaço para conversar com o visitante e explicar a necessidade daqueles dados. Assegurá-lo da segurança etc. 

Isso resulta em menos abandono, já que um aviso de “não vamos usar seus dados” vira uma conversa franca, transmitindo mais confiança. 

3 exemplos de conversational landing pages para te inspirar

Você já viu exemplos de sites com landing pages e exemplos de landing pages com chatbots, mas agora temos uma última surpresa:  verdadeiras conversational landing pages, feitas apenas com chatbots e nada mais. 

🔎 Leia também: 15 Melhores Exemplos de Landing Pages para Gerar mais Leads

Os exemplos são super criativos, e mostram como o poder textual faz uma diferença enorme no design de qualquer landing page. 

Veja agora 3 exemplos de conversational landing pages para te inspirar a montar a sua: 

1 – Voltage

A agência Voltage, dos EUA, por muito tempo teve uma conversational landing page atuando como o site da empresa. 

Acessando o site, a primeira interação que você tinha era inteiramente com o chatbot, que vinha com texto personalizado refletindo a identidade da marca. 

Hoje o site já é mais convencional, mas veja como era quando a landing page conversacional estava em uso: 

2 – Artful Science: Milo 

A agência Artful Science também tem seu chatbot, que é quase um mascote, e que permite uma conversa super divertida sobre as suas necessidades do momento. 

O Milo já entra em ação assim que você acessa o site. Dê uma olhada para entender como ele funciona e ver os princípios que conversamos até aqui serem colocados em prática.

3 – Kontor: formulário conversacional

A Kontor, empresa de móveis para escritório, também usa conversational landing pages. 

De todos os exemplos que demos até agora, esse é o mais próximo da natureza de uma landing page conversacional – é um formulário que você vai preenchendo enquanto vai conversando com o robô. 

Acessar o chatbot é simples: é só entrar no site americano e clicar em “find an office”. A página que abre – ou melhor, a janela – é a conversa.

Como fazer um chatbot? 

E aí, está inspirado a criar seu primeiro chatbot para o seu site? Vamos te ajudar com um guia rápido aqui no final do texto, te mostrando o que você precisa fazer para ter um ainda hoje funcionando no seu site. 

Mas olha só: essa parte do texto é um resumo de outro texto bem maior, que explica como criar um chatbot de um jeito mais aprofundado e traz ótimos argumentos para seu uso. 

E mais um aviso – até agora falamos principalmente sobre o chatbot para o marketing, mas existe também um chatbot para atendimento. Vamos falar dos dois aqui nesse tópico. 

Olha só: 

Como criar chatbot para atendimento? 

Para um chatbot de atendimento ao cliente, você vai precisar contratar plataformas especializadas. 

As melhores do mercado hoje são essas: 

  • Zendesk: uma das líderes no mercado de chatbot para atendimento ao cliente, a Zendesk trabalha com chatbots para WhatsApp, e-mail, telefone, sites, Instagram e Facebook. Acesse o site. 

Como criar chatbot para marketing?  

Um chatbot para marketing é feito através de uma plataforma, como a Leadster

O processo é muito simples: uma vez feita a contratação, você tem acesso à sua dashboard, vê os fluxos que você já criou e cria novos. 

Através desses fluxos, você vai determinar o que vai ser dito em cada gatilho., e quais vão ser as opções fornecidas para o visitante. 

Você pode criar um chatbot grátis agora para testar a funcionalidade, inclusive. Primeiro, vá ao site da Leadster e clique em “Ver Demonstração”:

Depois, é só fornecer alguns dados para o nosso chatbot para criar sua conta. São dados que nos dizem mais sobre você e o que sua empresa precisa.

Deixando seus dados, sua conta já está criada, e você pode criar seu primeiro fluxo para entender como funcionam os chatbots! 


Consegui te ajudar a entender o que é landing page com chatbot? Os exemplos das landing pages conversacionais te inspirou? 

Espero muito que sim, de verdade. Mas também sou realista: para entender 100% e começar a aplicar o que você aprendeu, é bom ter uma plataforma para fazer alguns testes. 

Faça o que sugerimos ali no último tópico: teste a Leadster e me diga se você tem alguma dúvida aqui nos comentários do texto mesmo. 

Vou ficar te esperando. Obrigado pela leitura e a gente se vê 😉

Panorama de Geração de Leads no Brasil 2023 - Leadster

Fernanda Andreazzi

Estrategista de conteúdo na Leadster. Atua há 5 anos com Marketing Digital, Inbound Marketing, SEO - e tudo o que há de bom

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *