/ / O que é Landing Page? 7 Exemplos e Como Criar uma na Prática

Você sabe o que é landing page? Mesmo sem saber exatamente o seu conceito, é muito provável que você já tenha acessado uma pelo menos uma vez na vida. 

A popularidade das landing pages explodiu com o avanço do marketing digital pautado pela metodologia inbound. Hoje, existem dezenas de plataformas que oferecem a construção de uma landing page para qualquer pessoa. 

E esse é um grande avanço – quem trabalha no marketing há muito tempo vai concordar comigo. 

Antigamente, se você quisesse construir uma página extra no seu site para oferecer algum material, você precisaria de alguém com conhecimentos na construção de sites – via WordPress e usando html. 

Hoje, com a popularização dessas ferramentas, é possível criar landing pages com alguns cliques e bastante criatividade. E colocá-las para funcionar com uma praticidade enorme. 

Mas parece que já estou me adiantando 😅 O texto de hoje é pra gente conversar mais sobre o que são as landing pages, quais são as suas funções e te apresentar 7 exemplos de alta performance. 

Vamos lá?

O que é uma landing page? 

Na tradução para o português, landing page é “página de destino”. Teoricamente, toda vez que você clica em um link você vai parar em uma landing page, já que você saiu de um lugar e chegou em outro destino. 

Mas o que o marketing digital entende como landing page é um pouco diferente. Ela é uma página que serve para entregar uma oferta ou material mediante um cadastro rápido de dados básicos, normalmente o e-mail, telefone de contato da empresa, tamanho da empresa e o segmento. 

Com um exemplo, vai ficar mais fácil. Essa é a landing page do nosso material de planejamento de mídia paga. Você vai perceber que a estrutura da página fala mais sobre o material e por que você deveria baixá-lo. 

E clicando no botão para download, nós vamos te pedir alguns dados simples – nesse caso, seu nome e seu e-mail. 

Uma landing page é isso: uma página que concentra informações sobre um determinado produto, oferta ou material e que o disponibiliza para download mediante alguns dados simples. 

Pra que serve uma landing page?

Bom, a função principal da landing page é, como já vimos, disponibilizar um material para download, certo? 

Mas para entender realmente o que ela faz, precisamos também falar sobre as plataformas que criam as landing pages hoje – tanto as pagas quanto as gratuitas. 

Disponibilizar um material para download é simples e você nem precisa de uma página extra para cada material. Uma categoria no seu site com alguns botões já resolveria, certo?

A questão é que a landing page serve para captar leads. E quando elas são feitas via plataformas pagas – como a RD Station, ActiveCampaign, HubSpot etc. – elas captam e organizam os dados e a exibição dos seus leads com parâmetros que elas determinam.  

🔎 Leia mais: Como gerar leads de vendas e convertê-los mais

Mas também existem maneiras de fazer a landing page diretamente via um CRM open source, como é o caso do WordPress. Para isso é necessário o apoio de alguém que já trabalha com isso, como um desenvolvedor. 

E nesse caso, você mesmo teria que fazer essa organização de leads. Isso é possível com ferramentas como a Leadster, que se integra ao CRM e faz a organização para você. 

O que as plataformas e os CRMs oferecem é um meio de criar a landing page, captar os leads e armazená-los bem. Isso se popularizou tanto que hoje podemos dizer que esses três pontos são as funções principais das landing pages. 

Landing page é site? 

Sim e não. Site, ou como diriam nossos primos portugueses, sítio, é uma página ou conjunto de páginas que podem ser acessadas pela internet. Então por definição, uma landing page é um site. 

Mas no marketing digital, há uma distinção bem fundamental entre uma landing page e um site que não pode ser ignorada. 

O que normalmente chamamos de site é um conjunto de páginas organizadas em categorias compartilhando um único domínio. Esse site pode ter landing pages dentro dele, que também compartilham de um domínio. 

As landing pages são páginas únicas e com uma finalidade específica – a captação de leads. Às vezes, landing pages são feitas antes do site para lançar um produto e servem como a forma principal de contato com a marca. 

Então, landing pages são tecnicamente um site, mas mais simples, com apenas uma página e uma finalidade única – entrar em contato, baixar algum material, reservar um produto etc. 

Quando fazer uma landing page? 

Existem várias situações em que é necessário fazer uma landing page. Nos tópicos anteriores já mencionamos algumas. 

Normalmente, uma landing page é feita quando você está buscando captar mais leads. Visitantes baixam o material que você disponibilizou deixando seu contato e suas informações, e então se tornam leads. 

Mas essa não é a única finalidade de uma landing page. Sites que estão lançando novos produtos podem criar uma landing page para organizar reservas dos mesmos. 

Alguns e-commerces também iniciam suas vendas através de uma landing page antes de montar sua estrutura de vendas, normalmente quando já têm os produtos disponíveis e o site ainda vai demorar para ficar pronto. 

Então, as finalidades da landing page são várias, mas normalmente você vai precisar montar uma quando precisa captar leads ou quando quer fazer vendas e reservas de um novo produto.

7 exemplos de landing page para te inspirar

Falar é fácil. Ler também é ótimo. Mas para aprender mesmo como fazer landing pages, você precisa ver exemplos, se inspirar e dar seus primeiros passos. 

Nós não conseguimos te acompanhar na sua jornada de criação de uma landing page. Mas com certeza conseguimos te dar um apoio na inspiração, parte fundamental do seu processo. 

Veja abaixo 7 exemplos comentados de landing pages específicas para te ajudar a construir a sua.

🔎 Leia mais: 15 Melhores Exemplos de Landing Pages para Gerar mais Leads

Exemplo de landing page com oferta de produto digital

A que escolhemos para te mostrar aqui é a landing page da mLabs, um gerenciador de redes sociais. 

Vamos mostrar dobra por dobra pra gente entender juntos o que faz dessa landing page um ótimo exemplo a se seguir. 

Só lembrando: o que consideramos dobra é o espaço entre um scroll do mouse e outro, ok? Normalmente essas dobras são separadas em blocos de informação.

A primeira dobra dessa landing page já vai direto ao ponto: gestão de mídias sociais por R$ 19,90 e teste grátis. Essas são as três principais informações da landing page, e estão todas reunidas de um jeito simples de identificar logo no começo.

Na segunda dobra, já temos uma explicação um pouco maior do que o produto sendo ofertado faz, além de um outro botão para testar gratuitamente, prints do produto e um depoimento de peso. 

O importante aqui nessa segunda dobra é dar mais detalhes sobre o seu produto – o que ele suporta? Porque ele é o ideal para a persona? 

Ao longo das outras dobras da landing page, você vai encontrar um aprofundamento ainda maior no que a plataforma consegue fazer. Não vou colocar todas, mas compensa ler tudo para você se inspirar. 
Perceba que o maior destaque aqui está na própria oferta, que é irresistível: além de ser barato, o produto tem teste grátis e é recomendado por um grande nome do marketing digital brasileiro.

Exemplo de landing page para material rico

Um material rico pode ser um e-book, pode ser um infográfico, uma planilha etc. É um material mais complexo que um blogpost, e que por essa complexidade na pesquisa e elaboração merece um cadastro para ser baixado. 

O formato é muito comum no Brasil e foi popularizado pelas estratégias de inbound marketing da Resultados Digitais, Rock Content, LeadLovers e outras empresas que surgiram no boom do marketing digital pós 2010. 

Então, para pegar um exemplo clássico, que tal analisar uma landing page da própria Rock Content?

Você pode acessar a landing page clicando aqui. Essa vai ser bem breve, porque falamos tanto sobre landing pages até agora mas ainda não levantamos a possibilidade de uma landing page interativa.

A última que mostramos tinha tantas dobras que nem conseguimos finalizar. Isso muitas vezes é bom para o produto, mas a interatividade sempre vai ser melhor. 

Quando você clica em “Quero começar!” nesse exemplo de landing page, é direcionado para um menu. Nele, você escolhe quais são os tipos de materiais que você está querendo ter ideias:

Você pode selecionar um ou mais ícones para ter ideias – eu escolhi blog, landing page, página interativa e webinar:

O único problema dessa landing page foi o final: a última tela é um formulário estático, formato que, mesmo sendo o padrão em landing pages hoje em dia, ainda assim não está de acordo com a interatividade que as duas primeiras telas da landing page entregam:

Um formulário estático acaba entregando menos conversões – ele não é agradável de ler e acaba transmitindo um ar um pouco burocrático.

Exemplo de landing page conversacional

Uma grande tendência na criação de landing pages em 2023 é a opção de criar um fluxo conversacional com um chatbot para conversão dos visitantes. 

Esse fluxo é feito através de uma plataforma como a Leadster, e para te mostrar como ele funciona, vamos dar o exemplo de um dos materiais que nós oferecemos:

A primeira dobra é bem no padrão que estamos mostrando até agora. Ela fala mais sobre o material e oferece um botão para download. Para ver as outras partes da Landing Page, acesse esse link. 

Mas o que mais chama a atenção é o uso do chatbot interativo. Ao invés de vários campos para preencher, nós oferecemos uma conversa rápida, pré-programada. Olha como funciona:

Ao clicar em “Quero receber”, o chatbot começa uma conversa te pedindo alguns dados. O resultado final fica assim:

Depois, o chatbot me diz que vai me enviar o material no e-mail solicitado, e também me oferece a possibilidade de acessá-lo imediatamente. 

Um chatbot de marketing também é interessante em landing pages que pedem informações mais pessoais, como nome completo e números de documento, como o CPF. Em formulários, esses pedidos soam muito secos e acabam gerando uma desconfiança.

É claro que você pode colocar um disclaimer, dizendo em letras miúdas que os dados não vão ser usados para nada. Mas o que é melhor: letras miúdas ou alguém conversando com você? Entenda mais sobre uma estratégia de marketing conversacional aqui.

Landing page de newsletter

Todo mundo gosta de newsletters aí? Por aqui gostamos muito! Além de ser uma ótima inspiração para as suas comunicações por e-mail, elas também trazem bastante informação. 

A era da newsletters está oficialmente de volta. Grandes empresas já estão oferecendo as suas, cativando cada vez mais pessoas e as transformando em leads. 

As landing pages de newsletters não costumam ser muito diferentes das que mostramos até agora. Aliás, todas as landing pages seguem mais ou menos o mesmo formato. 

Mas a que vamos te mostrar aqui, da The Brief, vem com um extra:

Mostrando suas últimas edições, a The Brief consegue uma taxa de conversão garantida e de pessoas que realmente gostaram do seu conteúdo. 

Isso eventualmente leva a newsletter a ter uma taxa de abertura maior, além de uma taxa de descadastros bem menor. 

🔎 Mais sobre isso: Conheça os Melhores Chatbots do Mercado para usar em 2023

Como fazer uma landing page? 

Uma landing page pode ser feita de várias formas, mas as maneiras mais populares são de longe usando o WordPress ou fazendo diretamente em uma plataforma de captação de leads e criação de landing pages. 

Pelo WordPress é mais difícil, mas você tem um controle muito maior da estética da página, pode incluir código html e JavaScript e tem mais liberdade para instalar plugins. É basicamente ter o controle total do código fonte da página. 

Enquanto pelas plataformas de automação de marketing o trabalho é mais simples e você já tem uma ferramenta de captação e organização dos leads. Mas o código é gerado pela própria plataforma e você não pode alterá-lo diretamente. 

Veja um pouco mais sobre como fazer landing page usando o WordPress e as ferramentas específicas: 

Como fazer landing page conversacional simples

Você também consegue fazer uma página de captura usando a Leadster em 5 minutos, sabia? 

Veja nesse link como ela funciona na prática. Elaborá-la é um trabalho simples quando você já tem a Leadster como plataforma de marketing conversacional. 

Basicamente, é só criar seu fluxo e usar o link que a nossa plataforma gera. O resultado é uma landing page simples, com o chatbot fazendo as perguntas que você determinou.

Essa página de captura da Leadster é para aqueles momentos onde você precisa lançar seu material rápido, ou para situações que não exigem uma landing page muito complexa – link na bio do Instagram, por exemplo.

Veja mais sobre como ela funciona nesse vídeo: 

Como fazer landing page pelo WordPress

Se você já tem um site pelo WordPress, o primeiro passo é criar uma nova página. Há um menu lateral esquerdo que te permite fazer isso.

Depois, você vai precisar realmente criar a página. O jeito mais simples é buscar algum template grátis para usar nessa página, e depois ir editando conforme sua necessidade e os seus conhecimentos. 

O WordPress hoje usa o editor de blocos, então o que você precisa fazer é basicamente ir adicionando bloco por bloco, alterando sua aparência no menu lateral esquerdo e adicionando o seu texto. 

Mas te recomendo bastante usar um template grátis. Eles dão uma cara completamente nova para a landing page, e mesmo sendo inicialmente difíceis de editar, logo logo você pega o jeito e já consegue fazer muita coisa diferente.

Como fazer landing pages pelas plataformas

Existem várias plataformas que permitem a criação de landing pages. As mais populares hoje são a RD Station e a ActiveCampaign. 

Ambas permitem o upload de imagens, alteração de texto, criação de formulários estáticos e organização de blocos e linhas no estilo drag n’ drop – clicar e arrastar.

Ambas são muito simples e intuitivas, qualquer um pode usá-las. O que fica difícil é te explicar como elas funcionam sem você ter acesso daí. 

Vamos fazer assim: veja abaixo um vídeo mostrando como funciona a ferramenta.

🔎 Leia também: 16 Melhores Ferramentas de Landing Page para Gerar Leads

4 passos para criar uma landing page de alta conversão

Uma landing page de alta conversão usa várias técnicas de marketing digital para se destacar. 

O importante aqui é justamente essa palavra: destaque. A internet é como uma grande avenida ladeada de lojas, uma mais interessante que a outra. Os usuários andam por essa avenida e param nas que mais os atraem. 

A questão é que essa avenida é infinita, e existem centenas de milhares de lojas em cada quadra. Como fazer com que o seu cantinho seja mais interessante do que o dos concorrentes? 

Vamos mostrar algumas técnicas aqui que vão te ajudar bastante a conseguir esse destaque. Começando com o básico: 

Pesquisa de público-alvo para a sua landing page

Esse é o primeiro passo que você precisa dar antes de construir sua landing page. É provável que você já tenha um estudo de público-alvo e personas construídas, certo?

Se você ainda não tem, recomendo a leitura do nosso texto sobre buyer personas e brand personas. Ele explica passo a passo o que você precisa fazer. 

Mas atenção: toda landing page trabalha com uma oferta específica. É preciso entender se o que você está oferecendo exige um argumento específico para o seu público. 

Um exemplo: nós da Leadster trabalhamos com marketing conversacional e temos uma persona voltada para agências. E construímos uma landing page para divulgar um material de mídias pagas. 

Tudo certo – a persona casa com o material. Mas o que o material representa para a persona? Como ele vai ajudá-la no dia a dia? Para responder essa pergunta, é necessário ler o material e entender onde ele se encaixa na rotina do meu público-alvo.

E claro: apresentar todas essas informações de forma concisa e persuasiva. Falamos mais sobre isso no tópico sobre copywriting.  

Você vai precisar entender a mesma coisa. Estude a oferta. Descubra pontos-chave que vão te ajudar na conversão. Assim fica muito mais fácil determinar o que dizer na landing page. 

E falando em oferta: 

Determine a melhor oferta para a landing page

Muita gente acha que o marketing digital é definido por posicionamento. Quanto mais recursos você tiver, quanto mais lugares você aparecer, melhor.

Isso é verdade, mas o marketing digital não é definido por isso. Ainda há uma herança do marketing tradicional que nunca vai embora: sua marca é tão atrativa quanto o produto que ela oferece. 

E o mesmo vale para o nosso caso – seu sucesso está intimamente conectado à qualidade e relevância do que você está oferecendo na sua landing page. 

Então, mesmo que o design da sua landing page seja incrível, mesmo que o texto seja perfeito, o que vai determinar seu sucesso é o que você está oferecendo. 

Um dos trabalhos de identificar suas personas está justamente em entender o que ela gostaria de receber. O que vai facilitar sua vida. Isso é fundamental ao construir uma landing page. 

🔎 Leia também: Google Analytics 4 - como acessar, configurar e usar

Escreva a melhor copy para landing page

A boa copy para landing pages não tem muitos segredos, se você já fez todas as etapas anteriores. 

De verdade. Existem diversos livros sobre escrita persuasiva das maiores lendas do copywriting, e se você lê-los, vai encontrar em todos basicamente o que estamos dizendo aqui. 

Se você conhece seu produto e seu público, a copy para sua landing page vai fluir naturalmente. Você só precisa levar em consideração a sua estrutura: essa é a parte principal. 

Para te ajudar, veja como estruturar o conteúdo de uma landing page: 

  • No topo da página: uma copy curta, que fale diretamente como seu material/produto vai resolver o problema da sua persona. Algo como “20 minutos de leitura e você vai configurar sozinho suas mídias pagas”. Não se esqueça de incluir um botão para download antes da primeira dobra da página. 
  • No segundo bloco: inclua um texto maior e um print do interior do seu material ou mais fotos do produto. É aqui que você explica o que você está disponibilizando, quem o material/produto ajuda e o motivo. 
  • No terceiro bloco: pontos rápidos explicando o que seu material ou produto tem. Escolha cinco e faça um texto curto, de no máximo 5 palavras, para cada um. Algo como “Exemplos práticos”, “Feito por profissionais” etc. Não se esqueça que essas promessas precisam ser cumpridas! 
  • No quarto bloco: depoimentos de pessoas que leram o material, se possível, ou dos especialistas que o desenvolveram. Para produtos isso fica mais fácil de conseguir. 
  • No quinto bloco: outro texto persuasivo e interessante, nos moldes do topo da página, incluindo uma CTA final

Normalmente, landing pages terminam com um formulário para cadastro, mas estudos mostram que esse formulário acaba atrapalhando muitas conversões. 

Nós recomendamos um chatbot para a finalização da conversão, que é beeeem simples de configurar. 😎

🔎 Leia mais: Gatilho da Escassez: Entenda o que é e Saiba como Aplicá-lo!

Design para landing pages 

Deixamos o design de landing pages por último porque normalmente o texto vem primeiro antes de chegar na arte. Mas não precisa ser assim! 

Aliás, é bem interessante que a equipe de UX elabore um esboço antes e peça para que a equipe de redação complete com os textos. Depois é só ajustar. 

O importante a se considerar no design de landing pages é nunca deixar o leitor perdido, sem saber o que fazer. 

Botões devem estar em todas as dobras da página, sempre apresentando uma ação que pode ser tomada a qualquer momento. 

Também é muito comum que landing pages fiquem muito carregadas, cheias de informação. Isso não é necessário e até te prejudica bastante. 

Quando a oferta é adequada para o seu público-alvo, você não precisa colocar coisas demais na sua landing page – lembre-se de sempre deixar o material ou produto falar por si mesmo. 

Quanto mais espaço em branco, mais fácil de ler vai ser a sua landing page.

🔎 Se aprofunde no assunto: 15 Passos para Criar Landing Page de Alta Conversão + Checklist Gratuito

Como criar uma landing page conversacional? 

Você percebeu que somos adeptos da landing page conversacional ao longo do texto. Mas talvez ainda não tenhamos falado o real motivo de usar esse modelo para todas as landing pages que a gente faz. 

Já dissemos que converte mais, certo? Mas é um pouco mais do que isso: a landing page conversacional permite uma proximidade muito maior com o nosso público-alvo. E isso tem um valor enorme. 

Nós não queremos apenas que você baixe nosso material, teste nossa plataforma e por aí vai. Queremos te ajudar de verdade. E precisamos transmitir isso em tudo o que a gente faz. 

E, claro: queremos converter mais. E a era dos formulários está chegando ao fim.

Ter uma landing page conversacional é bem simples. Através da ativação da Leadster no seu site, você configura as mensagens (inclusive os textos legais da LGPD), configura na sua landing page e pronto – está funcionando. 

Aliás, porque você não faz um teste hoje? Veja como criar um chatbot grátis com a Leadster agora e transforme para melhor as suas landing pages!

Categorias: Marketing digital

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *