O gerente de marketing: para os analistas, a pessoa que consegue manter tudo em ordem quase que por mágica. Para os diretores, a pessoa que sempre tem as respostas certas. 

E para a agência, qual é a importância do gerente de marketing? Quem trabalha ou já trabalhou em uma sabe: eles são fundamentais para fazer a rotina do dia a dia acontecer. 

Mas como exatamente? Quais são as funções do gerente de marketing que impactam positivamente na empresa? Qual é a mágica? 

Esse texto é destinado para os analistas, designers e redatores que querem fazer esse salto e começar a gerenciar a produção da sua agência. E também para você, que tem uma agência e não sabe se deveria ou não contratar esse profissional.

Alerta de spoiler: você deveria sim. Vamos descobrir o motivo? 

O que faz um gerente de marketing?

Gerente de marketing mulher de terninho falando no celular com um tablet na outra mão

Bom, para começar esse texto preciso te dizer que não existe mágica nenhuma. O que tem é bastante trabalho duro. 

E te falo por experiência própria. Eu mesmo já fui gerente de marketing por alguns anos em agências. Seria ótimo ter um pequeno toque de mágica, como o Mickey no Aprendiz de Feiticeiro, para me ajudar nesse tempo 😅

O trabalho de um gerente de marketing é, na teoria, simples: esse profissional é responsável pelas entregas diárias da agência. 

É claro que o gerente de marketing não vai exatamente fazer o trabalho. Normalmente, ele é responsável por: 

  • Passar briefings gerais de campanhas para desdobramento em peças específicas;
  • Revisar o trabalho das equipes;
  • Aprovar ou reprovar o resultado final de todas as peças; 
  • Avaliar conceitos criados pelos times criativos; 
  • Ser responsável pelo acompanhamento do tempo gasto nas atividades; 
  • Ser a pessoa com quem a diretoria conversa sobre a produção; 
  • Liderar o time criativo no geral.

Dependendo da agência, o gerente de marketing pode estar à frente de uma squad – um grupo específico que lida com um único cliente – ou da equipe inteira. 

É uma questão de tamanho. Agências maiores vão ter vários gerentes. Agências menores, geralmente, apenas um. 

🔎 Leia também: O que faz uma agência de inbound marketing? + 10 exemplos

Quais são as áreas que um gerente de marketing pode se especializar?

O trabalho dos gerentes de marketing costuma ser bem amplo, especialmente quando eles trabalham em agências. 

Mas de qualquer forma, essa especialização acontece de um jeito natural em agências mais focadas em serviços mais específicos. 

Por exemplo: um gerente de marketing em uma agência de mídias pagas vai ter uma especialização maior na rotina de produção de materiais voltados para essas finalidades. 

Do mesmo jeito, em uma agência de tráfego orgânico, o gerente de marketing vai ser mais especializado na produção de conteúdo, sua revisão, acompanhamento de métricas de topo de funil, geração de leads, etc. 

A área de especialização de um gerente de marketing é tão ampla quanto o próprio marketing. Esse profissional pode decidir por se especializar em qualquer área que o marketing oferece. 

Falamos um pouco mais sobre isso no tópico abaixo. Olha só: 

Quais são os tipos de gerente de marketing?

Mulher com tablet e, ao seu lado, os títulos dos tópicos que compõem esse separador.

Os tipos de gerente de marketing estão relacionados com onde o gerente de marketing trabalha. 

Começamos a falar sobre isso no tópico anterior, mas vale a pena explorar um pouco mais esse conceito aqui. 

Além do tipo de trabalho que o gerente de marketing está fazendo, o tipo de empresa que ele trabalha também tem impactos no que ele faz no dia a dia. 

E claro: também tem impactos nas suas especializações. Um gerente de marketing client side, por exemplo, precisa aprender as rotinas de uma agência se ele quiser transicionar. 

Veja só a lista que preparamos sobre os tipos de gerente de marketing que existem por aí, nesse mundão da publicidade. Começando agora: 

Gerente de marketing client-side

Só explicando o termo: client-side indica uma pessoa que trabalha com marketing mas trabalha em uma empresa, não em uma agência. 

Ou seja: esse gerente de marketing trabalha na Girassol S.A., uma empresa que vende girassóis e tem um time de marketing interno, além de terceirizar algumas demandas para outras agências. 

Esse gerente de marketing tem habilidades comunicativas bem gerais: ele precisa saber conversar com a diretoria, com a sua equipe e com seus fornecedores, por quem ele tem responsabilidade. 

No dia a dia, o gerente de marketing client side precisa checar métricas das campanhas que ele cuida, avaliar materiais, pedir alterações, acompanhar a rotina de trabalho dos criativos e criar relatórios para a diretoria. 

🦄 Saiba mais: 20 Estratégias de Marketing para Startups com Foco em Growth

Além, é claro, das responsabilidades especiais: planejar eventos, acompanhar o progresso de todo o funil de marketing e vendas, fazer orçamentos para materiais físicos etc.

O gerente de marketing client-side é provavelmente o que tem a rotina mais corrida de todos. Mas o próximo é o que tem a maior responsabilidade. Olha só: 

Gerente de marketing de uma agência

O gerente de marketing que trabalha em uma agência tem responsabilidade sobre o seu time e sobre as contas que ele atende – seus clientes. 

Se uma agência de marketing digital tem 10 clientes e um gerente de marketing, o sucesso desses clientes está diretamente relacionado com o trabalho do gerente. 

No dia a dia, o gerente vai coordenar os esforços criativos na busca de conceitos para novas campanhas, vai acompanhar o desenvolvimento do trabalho, vai revisar peças, vai aprovar campanhas etc. 

Tudo o que acontece em uma agência precisa do olhar de um gerente de marketing. Também é esse profissional que vai determinar urgências, mudando a ordem de prioridade de jobs caso seja necessário. 

Gerente de marketing de uma squad

Esse tipo de gerente de marketing pode estar tanto na agência quanto client-side. 

Quando a operação em questão, seja ela qual for, é muito grande, fica muito difícil trabalhar com apenas um grande gerente de marketing. É preciso trocar um grande especialista por vários especialistas menores. 

Agências que lidam com dezenas de contas, por exemplo, contratam gerentes de marketing por squad – cada conta tem o seu. 

Holdings que trabalham com muitas marcas fazem o mesmo: cada uma tem o seu ou cada gerente cuida de um certo número de marcas. 

O trabalho é o mesmo dos que conversamos anteriormente. O que muda é principalmente o escopo do trabalho e a quantidade de projetos que o gerente de marketing vai coordenar. 

Gerente de marketing de um produto 

É muito comum que empresas maiores, com seus gerentes de marketing ou gerentes de squad, tenham um marketing separado e específico para apenas um produto. 

Veja por exemplo uma empresa como a Salesforce.com. Eles lidam com vários produtos, todos relacionados com a Salesforce, é claro, mas diferentes o suficiente para ter públicos e objetivos de marketing distintos. 

Nesse caso, a empresa pode optar por criar departamentos de marketing de um único produto, regidos por um ou vários gerentes de marketing. 

🔎 Leia também: 12 Tendências de Marketing Digital para Explorar em 2023

Gerente de marketing multimarcas

Além de um produto, algumas holdings maiores também lidam com várias marcas diferentes. Elas podem optar por ter vários gerentes de marketing para cuidar delas. 

Nesse caso, há uma variação de empresa para empresa. Algumas trabalham com um gerente de marketing por marca. Mas a maioria trabalha com gerentes multimarcas. 

Esses gerentes trabalham com várias marcas diferentes, e podem ter equipes específicas em cada uma ou uma grande equipe que também lida com todas. 

Nesses casos, o gerente de marketing monta “mini agências” – profissionais específicos e leais ao gerente, com o CMO da empresa como seu maior cliente. 

🔎 Leia também: Por que o head de growth é indispensável para qualquer empresa

10 responsabilidades de um gerente de marketing

Tudo bem: nós passamos a maior parte do texto falando sobre as tais responsabilidades que o gerente de marketing tem, mas até agora ilustramos só algumas. 

A questão é que o gerente de marketing tem responsabilidades bem distintas. Cada empresa e cada agência tem um estilo de produção, e o que o gerente faz depende desse estilo. 

Separei aqui nesse tópico 10 responsabilidades mais amplas do gerente de marketing, coisas que ele costuma fazer no seu dia a dia. Mas entenda que a sua experiência pode ser bem diferente, ok?

Começando: 

Saber fazer de tudo um pouco

Essa é uma das responsabilidades mais complicadas de um gerente de marketing obter. Normalmente, ela vem da sua experiência: a progressão de carreira desse profissional costuma passar por várias áreas dentro da agência e da publicidade. 

O gerente de marketing deve saber um pouco de tudo porque ele vai revisar toda a produção da sua equipe. E vai ajudar na sua conceituação também. 

Por conta disso, é importante que o gerente de marketing tenha uma experiência pelo menos módica em design, texto, publicação, campanhas de marketing e o que mais a sua equipe produz. 

Não raro o gerente vai precisar apagar alguns incêndios. E para isso, ele precisa conhecer bem a natureza das chamas. 

Saber resolver qualquer problema

Ainda nesse assunto, o gerente de marketing também precisa saber resolver problemas que atrapalham a sua produção. 

Não é comum que gerentes de marketing tenham que sentar e executar alguma peça. Mas isso acontece. 

E existem vários outros problemas que o gerente de marketing precisa saber resolver, problemas esses de naturezas muito variadas. 

Falta de motivação na equipe, trabalhadores chegando atrasados, atrasos frequentes nas entregas, problemas de comunicação com o cliente: tudo isso é responsabilidade do gerente. 

Ter conhecimento na gestão da equipe

O que diferencia um gerente de marketing de um profissional sênior na publicidade é a sua capacidade de gerir uma equipe. 

A liderança é uma qualidade fundamental do gerente de marketing, mas gerir a equipe é um pouco mais do que apenas liderá-la. 

O gerente vai precisar acompanhar o desenvolvimento da equipe de perto, e monitorar suas atividades para que todas as entregas obedeçam aos prazos estabelecidos. 

Prazos esses que, em muitos casos, é o próprio gerente que vai estipular. E prazos bastante variados, individuais. 

Por exemplo: a diretoria dá ao gerente um prazo final para a veiculação de uma campanha – no dia 15 do próximo mês precisa estar tudo no ar. 

Com base nisso, o gerente de marketing precisa estipular os prazos para cada uma das pessoas envolvidas, respeitando suas habilidades e capacidades. 

Receber as orientações do CMO

Tanto os gerentes de marketing em agências como os que trabalham client-side recebem orientações dos seus CMOs. 

Os CMOs são pessoas bastante ocupadas, e muitas vezes não têm tempo para realizar ações diretas no marketing da empresa. Muito menos briefar a equipe. 

Nesses casos, o CMO prefere passar suas orientações direto para os gerentes de marketing, que por sua vez repassa tudo à equipe. 

🔎 Leia também: Marketing Conversacional - O Guia Completo

Estar disponível para reuniões com o cliente

No caso de gerentes de marketing em uma agência, é muito comum e bastante esperado que eles tenham que conversar com os clientes em intervalos bastante frequentes. 

E essas conversas podem envolver um pouco de tudo. Marcar horários para a equipe conhecer mais sobre a empresa e os produtos, receber briefings detalhando uma próxima ação, apresentar relatórios de performance e claro: apagar alguns incêndios. 

Nessa situação, é comum que o gerente de marketing leve alguém da equipe criativa para participar junto com ele, evidenciando o aspecto colaborativo de uma agência e a própria natureza criativa do trabalho. 

🔎 Leia também: 11 eventos de marketing digital em 2023 para acompanhar

Criar planos estratégicos para os clientes

Esses briefings que os gerentes recebem dos clientes são, na maioria das vezes, bastante vagos. 

Algo como “precisamos aumentar nossa geração de leads porque estamos vendo um crescimento bem grande no tráfego orgânico”. É um direcionamento que mostra o objetivo, mas não fala nada sobre como atingi-lo. 

É trabalho do gerente de marketing descobrir esse como. E isso é feito através dos planejamentos estratégicos para a marca. 

Se você quiser saber como um planejamento estratégico funciona, recomendo a leitura desse texto mais completo sobre o assunto. É leitura obrigatória!

Elaborar o plano de marketing por período (anual, semestral etc.)

Elaborar um plano de marketing, em uma empresa, é um trabalho coletivo. Todo mundo faz um pouco, dentro das suas especialidades. 

Mas a supervisão do trabalho é feita pelo gerente de marketing. 

Nós temos um texto que fala muito mais sobre como o plano de marketing é feito. Esse texto fala mais do que eu poderia tentar aqui nesse espaço reduzido, então indico bastante a leitura se o tópico te interessar, ok? 

Fazer contratações de acordo com o orçamento

Elaborar o orçamento por período não é responsabilidade do gerente de marketing, mas ele com certeza faz parte do processo. 

Em geral, esse é um assunto para o CMO, mas a expertise do gerente de marketing ajuda bastante no trabalho. 

Depois que o orçamento está pronto, é responsabilidade do gerente de marketing começar a busca por contratações que respeitem o orçamento. 

E essa contratação pode vir de vários jeitos diferentes. Contratar uma agência (no caso de empresas), contratar novos trabalhadores, contratar plataformas etc. 

É esperado que o gerente de marketing faça parte de todo o processo: esteja presente nas entrevistas, faça benchmarks e busque negociar um preço melhor também. 

Organizar a rotina de trabalho da equipe

Quando os analistas, redatores, designers, atendentes e vendedores chegam para trabalhar, eles têm suas tarefas muito bem delimitadas. 

A rotina de uma agência ou um departamento de marketing é assim: parece caótica por fora, mas é muito bem formalizada por dentro. 

Um grande agente da organização de uma agência é o gerente de marketing. Junto com seus profissionais de tráfego interno e atendimento, ele estipula e monitora prazos individuais e coletivos. 

Esse trabalho é fundamental para manter a operação funcionando. Em uma agência, o trabalho envolve vários clientes diferentes, aumentando a pressão no gerente de marketing. 

Acompanhar e apresentar resultados constantemente

Alguém precisa acompanhar os resultados das ações.

E você ficaria espantado em saber que vários departamentos de marketing e agências estão tão focados em produzir que ninguém tira tempo para monitorar. 

Isso é muito complicado, já que a própria produção depende do monitoramento para ficar sempre melhor. Um grande exemplo é o próprio teste A/B. 

O gerente de marketing deve sempre separar tempo para acompanhar os resultados que ele está tendo – ou não está. 

Se ele deixar para alguém ver, a realidade é que em muitos casos ninguém vai assumir a responsabilidade. 

Plano de carreira para um gerente de marketing

Foguete branco com ícones ao redor.

Me diga nos comentários: você é um analista buscando avançar na carreira e está de olho em alguma vaga de gerente de marketing?

Ou você é a dona da agência e está tentando entender se vale a pena contratar esse profissional? 

Se você for o segundo caso: é claro que você deveria contratar um gerente de marketing. Quanto mais cedo, melhor. 

Se você for o primeiro caso, precisamos falar sobre o plano de carreira que você está buscando construir. 

Primeiro: como você viu, o gerente de marketing precisa entender profundamente da rotina de produção publicitária. Então é muito comum que esse profissional venha de outras funções. 

Gestores de projetos, redatores, designers e qualquer pessoa que trabalhe na produção tem plenas possibilidades de darem o salto e se tornarem gerentes. 

Aliás, pessoas com esse background são as melhores para a função. 

Então não existe um grande curso mágico que vai te transformar em gerente da noite para o dia. O que existe é a experiência natural que você vai adquirindo trabalhando nessa função. 

Agora, se você não está em nenhum desses perfis e está começando sua carreira do zero agora, esse próximo texto sobre marketing para iniciantes vai te ajudar bastante. 

Obrigado pela leitura e a gente se vê no próximo texto!  

Categorias: Marketing digital

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *