O trabalho de uma agência de inbound marketing é bem extenso, mas, ao mesmo tempo, simples de entender. 

Uma agência de inbound marketing ainda é uma agência de marketing. Então, seu produto ou serviço precisa ser sempre simples de explicar. 

O que está por trás da explicação, porém, é o que normalmente deixa a maioria das pessoas intrigadas. Como é a rotina de uma agência de inbound marketing? Como são seus departamentos? O que ela faz no dia a dia? 

Essas perguntas e mais algumas vão ser respondidas ao longo desse texto que preparei hoje. Ele vem com bastante experiência, porque eu mesmo já trabalhei por anos em agências de inbound marketing. 

Tudo pronto para entender, na prática, o que faz uma agência de inbound marketing? Então vamos começar com o básico: 

O que é uma agência de marketing inbound?

Mulher sorrindo com tablet na mão, ao lado ícones representativos do que faz uma agência de inbound marketing

Se você já tem uma agência de publicidade e está pensando em saltar para o inbound, esse tópico vai te surpreender um pouco – as duas têm atuações similares mas métodos bem diferentes. 

Uma agência de marketing inbound é aquela que usa a metodologia inbound junto aos seus clientes para atrair mais visitantes, convertê-los em leads, qualificá-los, nutri-los e depois fechar a venda. 

Exatamente nessa ordem, seguindo um framework conhecido como funil de marketing.

A ideia é que através de ações da metodologia – marketing de conteúdo, ações em mídia paga, relações públicas e o que mais for possível – a agência gere muitos visitantes e leads, que vão descendo esse funil até se transformarem em clientes. 

🔎 Saiba mais: Inbound Marketing em 2023 - guia para começar ou expandir

A metodologia inbound gira em torno de um princípio simples: você não deve ir até seu prospect – ele deve vir até você porque quer.

Inclusive, essa é a principal diferença entre marketing inbound e marketing outbound. Saiba mais: 

Qual é a diferença entre inbound e outbound marketing?

A maior diferença está na metodologia de trabalho. Outbound, em tradução livre, significa “indo”. Enquanto inbound significa “vindo na sua direção”. 

Essa é a maior diferença entre os dois. No marketing outbound, os esforços de uma agência vão até os clientes: comerciais de TV, flyers, banners, SMS, WhatsApp e até esforços de mídia paga – como o Google Ads, por exemplo.  

No marketing inbound não: é o cliente quem chega até a marca no seu próprio tempo, dentro de um processo conhecido como jornada do consumidor

Essa jornada separa o cliente em várias etapas – aprendizado e descoberta, reconhecimento do problema, consideração da solução e decisão de compra. 

Na metodologia inbound, você precisa gerar conteúdo e criar estratégias para cada uma dessas etapas, garantindo que você consiga oferecer valor ao seu cliente na etapa em que ele está. 

Um exemplo prático: 

Murilo abriu uma empresa de piscinas. Ao invés de investir em banners pela cidade, ele criou um blog que resolve problemas comuns de quem tem piscina em casa. 

O Josué, que tem uma piscina, sempre está com a água verde. Ele digita no Google algo como “como resolver algas na piscina”, e o primeiro resultado para a sua região é o blog do Murilo. 

O Josué conseguiu resolver seu problema, e sempre que ele encontra algum outro, vai direto procurar no blog do Murilo ou no seu canal do YouTube. 

Quando ele precisou resolver algo que não conseguiria sozinho, preferiu fechar com o Murilo – ele já conhece seu conteúdo e confia no seu trabalho. 

Marketing inbound é isso: criar relacionamentos com seus clientes em potencial, sem invadir o seu espaço, e respeitando o seu tempo.

O que é uma agência full service?

Uma agência full service é aquela que realiza os dois tipos de trabalho: o marketing inbound e o marketing outbound. 

É muito comum encontrar esse tipo de agência no Brasil. Recentemente fizemos uma pesquisa para encontrar as melhores agências de marketing digital do país, e várias delas são full service. 

🔎 Leia também: Inbound ou outbound? Qual é a melhor estratégias de vendas para o B2B?

Combinando as duas estratégias, as agências conseguem gerar mais clientes e receita. A metodologia é bastante diferente, como você pôde ver, mas elas de vez em quando se cruzam, especialmente nos profissionais. 

Mais sobre isso agora:

Quem trabalha em uma agência de marketing inbound?

Quem trabalha em uma agência de marketing inbound?

O trabalho em uma agência de marketing inbound é tão variado quanto a sua agência permitir. 

Como o topo do funil inbound é muito dependente do marketing de conteúdo, os trabalhadores da sua agência inbound vão ser tão variados quanto o conteúdo que ela produz. 

Mas, normalmente, essas são as pessoas que trabalham em uma agência de marketing inbound: 

  • Diretora de Marketing: pessoa responsável por delimitar funções e, em alguns casos, criar todas as estratégias de inbound e repassá-las para formalização e execução; 
  • Analistas de Inbound: pessoas responsáveis por desenhar os fluxos de automação que o inbound requer (falamos mais sobre isso mais abaixo), fazer pesquisas de palavras-chave, conduzir estudos de público-alvo, ajudar a construir personas, briefar o time criativo com base no seu planejamento e cuidar das datas de publicação; 
  • Redatores: responsáveis por escrever textos com base nas palavras-chave encontradas, roteiros para vídeos, podcasts e outros materiais escritos que não sejam redes sociais;  
  • Social medias: responsáveis por criar conteúdo para as redes sociais exclusivamente. Não devem ter outras atribuições porque a redação para redes sociais é seu próprio universo; 
  • Designers: peças fundamentais para a criação de materiais ricos que ajudam a converter mais leads. Sem designer não tem e-book!
  • Videomaker: responsáveis por captar imagens e criar filmes com base nas estratégias dos redatores, social medias e analistas;
     
  • Atendimento: pessoa responsável por enviar o trabalho feito para os clientes, captar alterações e repassá-los para a equipe. 

Essa é uma equipe bem enxuta de uma agência de inbound marketing. 

A quantidade de pessoas que você vai contratar em cada uma delas vai depender bastante do quanto você está disposto a investir, e da quantidade de trabalho que você tem.

Quais são os cursos e especializações de uma agência de marketing inbound?

Mão escrevendo em superfície branca com caneta, rodeado de dois emojis.

As pessoas que vão trabalhar na sua agência de inbound marketing precisam de qualificações específicas para conseguir entender a metodologia e aplicá-la. 

Abaixo, separamos alguns cursos fundamentais, separados por área de atuação. 

Veja a lista de cursos grátis para uma agência de inbound marketing: 

  • SEO da Rock Content: fundamental para quem vai trabalhar com marketing de conteúdo focado na produção de blogs.

Esses são os primeiros passos que você precisa dar para começar a vender e produzir inbound marketing. Com esses cursos, sua equipe vai se familiarizar com a teoria e começar a produzir na prática. 

E falando em prática: vamos descobrir o que faz uma agência de inbound marketing?

10 exemplos do que faz uma agência de inbound marketing

Mulher olhando para a câmera com as palmas das mãos abertas

Já deu pra perceber que uma agência de inbound marketing tem várias atividades, não é? 

A maior parte dessas atividades chega ao público através do marketing de conteúdo e e-mail marketing. Mas por trás disso tem todo um trabalho de estratégia e planejamento que vai muito além. 

Trouxe 10 exemplos de atividades realizadas por agências de marketing inbound aqui para te dar uma ideia do seu funcionamento na prática. 

Tentei deixar em uma certa ordem cronológica para facilitar o entendimento. Olha só: 

Criação do funil de vendas e marketing

Temos três textos de leitura fundamental para te ajudar a entender o conceito do funil de vendas e marketing. Eles vão te ajudar a entender mais sobre o que estamos falando aqui: 

➡️Tudo e Mais um Pouco sobre Funil de Marketing Digital

➡️O que é funil de vendas? Etapas, métodos e 9 ferramentas

➡️Funil de vendas e chatbot: como usar e 3 exemplos de textos

Construir um funil é delimitar o que uma empresa vai produzir de materiais e ações em cada uma das suas etapas, que são: 

  • Topo do funil: geração de visitantes e leads para a marca; 
  • Meio do funil: geração de leads qualificados pelo marketing (MQL); 
  • Fundo de funil: geração de leads qualificados para a venda e fechamento. 

Isso, é claro, de forma bem simplificada. A leitura dos artigos que mencionei é quase obrigatória para entender um funil de marketing. 

Com base nessas etapas simples, os materiais precisam ser criados respeitando a jornada de compra do cliente, que mencionamos logo acima. 

Esses materiais vão ser gatilhos que levam a pessoa adiante no funil de vendas. Lembra do exemplo do Murilo e do Josué? Quando ele começa a baixar materiais do blog e deixa suas informações de contato, ele andou uma etapa no funil: se tornou lead. 

Quando ele começa a deixar mais informações para baixar materiais mais complexos, andou outra etapa: está se transformando em MQL. 

E assim vai até o Josué se decidir pela compra. 

Desenvolvimento de estratégias em cada canal

Com o funil de vendas criado, é trabalho da agência de inbound marketing delimitar os melhores canais para a produção de conteúdo e nutrição dos leads. 

Nós demos muitos exemplos de blogs porque eles são os mais populares no marketing de conteúdo, mas eles não são os únicos canais existentes. 

Cada marca precisa encontrar os canais certos para produção de conteúdo em cada etapa do funil. 

Um exemplo: marcas que lidam com pessoas da geração Z estão apostando no TikTok, já que em um estudo recente do The New York Times, 40% das pessoas dessa geração preferem pesquisar na rede social do que no Google. 

Criação dos materiais e sua divulgação

Agências de marketing inbound produzem muito material. E a produção desse material deve ser coordenada com os esforços de divulgá-los. 

Como explicamos, no marketing inbound os clientes vêm até a marca, e não o contrário. Justamente por isso, as marcas precisam maximizar seus pontos de contato com seus clientes. 

Uma agência de marketing inbound está sempre produzindo. Ela nunca para tudo para planejar o próximo semestre, nem diminui seus prazos – tudo precisa ser feito rápido, pois quanto mais conteúdo é gerado, mais potencial para gerar leads ela tem. 

Esses materiais incluem blogs, e-books, e-mails, vídeos, podcasts, texto para produtos e categorias em e-commerces e o que mais for possível dentro da estratégia. 

Se você está pensando em montar uma agência de inbound marketing, já fica o aviso: o ritmo de produção é acelerado e muito baseado na filosofia do growth marketing. 

🔎 Leia também: 20 estratégias de marketing para start-ups com foco em growth

Configurações de automação

Uma agência de inbound marketing também é responsável por configurar as automações diretamente com o cliente. 

É muito comum no Brasil encontrar donos de negócios que nunca ouviram falar do marketing inbound. E, por isso, não sabem nem por onde começar. 

As agências precisam estar preparadas para trabalhar as dificuldades do cliente e instalar as ferramentas de inbound marketing, incluindo a configuração de automação. 

Aliás, essas ferramentas normalmente contam com planos de parcerias e um apoio nessa configuração. 

Criação de fluxos de nutrição do lead

Muitos dos materiais produzidos em uma agência de inbound marketing vão cair em algum fluxo de automação de e-mail marketing. 

Esses fluxos são criados para que você consiga enviar a mensagem certa na hora certa para os clientes da marca. 

Imagine que o cliente da sua agência tem um blog com bastante visualizações, e um canal no YouTube que está só começando. 

Com um fluxo de automação, é possível determinar gatilhos de conversão diferentes nesses dois canais, indicando para a plataforma de inbound marketing que você usa de onde esse lead veio. 

A partir daí, a automação começa a indicar para os leads recém convertidos mais conteúdos similares ao que ele consumiu. Se ele veio do YouTube, mais vídeos relacionados com seu interesse. Se veio do blog, uma mistura entre textos e vídeos. 

O trabalho da automação de marketing é oferecer exatamente o que cada um dos seus leads precisa, mas sem envolver um esforço impossível. 

🔎 Leia também: Lista de leads - vale a pena comprar? 

Especializações em e-mail marketing

Aproveitando que estamos falando sobre e-mail marketing, é importante fazer uma diferenciação fundamental aqui: SPAM não tem vez! 

E-mail marketing não é SPAM, pois lida apenas com pessoas que aceitaram receber comunicações da sua marca. 

Mas mesmo assim, essa má fama acompanha o dia a dia dos profissionais e das agências de inbound marketing. 

Para se desvencilhar dela, é fundamental que a agência tenha ótimos redatores, que estão sempre se atualizando, e acompanhem os resultados todos os dias – campanha por campanha. 

Repassando esses dados para os seus clientes, a agência mostra seu compromisso com uma internet livre de SPAM, além de se mostrar capaz de entregar os melhores resultados em uma mídia que pouca gente ainda entende.

Redação com foco em SEO

Todos os redatores de blog em agências de inbound marketing precisam dominar o SEO na hora de escrever seus textos. 

O uso de palavras-chave, a quantidade de headers, a legibilidade do texto, o código limpo na hora da postagem, uso de imagens, uso de links internos e externos – todos esses são alguns dos fatores que guiam a escrita para a web. 

É comum que muita gente entre no nicho de escrita para web achando que é só escrever sobre qualquer coisa e pronto. Não é assim. O SEO é parte fundamental do redator, e sua agência deve oferecer cursos sempre que possível para melhorar as habilidades da equipe. 

Acompanhamento de KPIs de inbound

Cada cliente vai ter suas necessidades mais urgentes. Alguns já têm tráfego mas a conversão em leads é baixa. Outros têm muitos leads, mas a conversão em vendas deixa a desejar. 

O trabalho de uma agência de inbound marketing está em entender as necessidades de cada cliente, e a partir daí desenhar alguns KPIs que as expressam. 

“Mais vendas” do dia para a noite é impossível. “Mais tráfego” sem marketing de conteúdo não tem jeito. 

Uma das funções dos KPIs de inbound é justamente alinhar as expectativas junto ao seu cliente, e mostrar a realidade da sua situação e os esforços sendo feitos para transformá-la. 

🔎 Leia também: 30 KPIs de Vendas, Marketing e CS que os Líderes Querem ver no seu Dashboard

Criação de landing pages, hotsites e sites

Voltando à criação: é esperado que uma agência de marketing abrace a produção de landing pages com foco em conversão de leads com uma boa frequência. 

Essas landing pages têm como principal objetivo disponibilizar materiais e ofertas específicas, ou seja: para cada e-book ou outro tipo de material rico que você disponibilizar, é necessário criar uma. 

Com o tempo sua equipe já se acostuma, mas é necessário incluir no fluxo de trabalho essa etapa final. 

Você também vai precisar ter uma boa expertise na criação de hotsites (sites de uma página só) e sites completos. 

Essa é uma necessidade porque o inbound marketing está muito associado ao marketing digital, e é melhor conseguir fazer o site do que só aceitar clientes que já tenham um. 

🤿 Se aprofunde: Como fazer uma página de captura de leads + 3 exemplos

Criação de materiais ricos para captura de leads

Para finalizar, vamos só expandir no que queremos dizer com “material rico”? 

Bom, um material rico é mais que um blog, mas menos do que um teste grátis. Imagine alguém lendo seu texto. Lembra do Josué da piscina? Pense no Josué. 

Ele leu os textos no blog do Murilo, achou interessante mas viu que para realmente resolver seu maior problema – o lodo na piscina – ele precisaria entender bem mais de pH do que ele entendia. 

Então, ele baixou um manual grátis de pH direto no blog do Murilo, deixando suas informações. Foi nesse momento que ele se tornou um lead. 

O material rico – seja ele qual for – tem a capacidade de transformar visitantes do seu site em leads. Ele é um grande aliado no topo do funil. 

A rotina de agências de inbound está muito voltada para a produção dos mesmos, e a regra é simples: ele precisa sempre trazer valor para o seu cliente ideal.

Uma agência de inbound marketing traz mais resultados? 

Imã apontando para ícones com fotos de pessoas e alguns emojis

Resultado é toda a recompensa de um esforço e investimento aplicados com técnica. Levando por esse lado, a agência de marketing inbound traz mais resultados que uma tradicional. 

Não confundir com retorno financeiro imediato: uma campanha bem-sucedida em rádio e TV gera bastante receita para agências tradicionais. 

A questão é que uma agência de marketing inbound consegue captar mais clientes com mais facilidade, e suas campanhas são muito rápidas e eficientes. 

As agências tradicionais precisam trabalhar com peças bem difíceis de fazer – como os próprios comerciais de TV – e com profissionais muito especializados. E os retornos são imediatos demais. 

Uma agência de marketing inbound diversifica sua carteira de clientes porque a produção do conteúdo não envolve tanta gente. Jornalistas, social medias e designers bem treinados e qualificados já são o suficiente. 

Então, apesar de agências tradicionais tirarem mais faturamento peça a peça, a agência de marketing inbound geralmente trabalha com mais clientes e produz peças mais simples, sendo mais lucrativa a longo prazo.

Considere um plano de parceria para agência de marketing inbound

Duas mãos fechadas se tocando.

O marketing inbound é parte do marketing digital, e isso é ótimo: você pode participar de vários planos de parcerias junto aos seus fornecedores. 

Empresas que oferecem serviços e vendem produtos para agências – como a Leadster, Resultados Digitais, Rock Content dentre outras – costumam ter bases de dados para fomentar o mercado. 

Ou seja: você trabalha com a Leadster, e a Leadster quer que sua agência de inbound dê certo e te ajuda a captar mais clientes. 

Basicamente é assim que nosso plano de parcerias funciona. Agora que o texto chegou ao fim e você percebeu o quanto montar uma agência de marketing inbound é uma boa ideia, vem conhecer o que podemos te oferecer! 

Espero ver sua agência brilhando muito ✨ Obrigado e até o próximo texto!

Categorias: Marketing digital

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *