Você já ouviu falar em CRO?

E por acaso já faz ou pretende fazer investimentos em mídia paga para a sua marca?

Pois saiba que é possível otimizar o seu orçamento e os seus resultados de geração de leads com a combinação dessas duas estratégias. 

Se você quer tráfego qualificado, leads mais interessantes e taxas de conversão mais altas, confira o conteúdo que preparamos com dicas para turbinar as suas campanhas.

Vá direto ao ponto

Veja as 7 Dicas para suas Campanhas

Mais tráfego… mais conversões?

Campanhas de mídia paga bem criadas e monitoradas buscam despertar curiosidade no consumidor e atrair o público certo para seu site.

Atrair este tráfego qualificado por si só já é um desafio.

Mas a maior dificuldade é que o aumento do tráfego qualificado nem sempre garante o aumento no número de conversões.

Isso porque essas conversões dependem de diversos fatores, que vão muito além de fazer com que o visitante certo chegue ao seu site e Landing Pages. 

Para que o visitante tenha a conversão estimulada é preciso investir não apenas em mídia paga para atração, mas também em otimizações constantes na experiência que ele tem ao acessar o seu site.

E é aí que a combinação de mídia paga e CRO entra em ação! 

O que é mídia paga?

A mídia paga engloba todas as estratégias, ações, campanhas e materiais que envolvem anúncios criados no ambiente online para promover uma marca e que geram visitantes para as páginas ou sites, através de cliques que direcionam para lá.

Fazem parte da estratégia de mídia paga o investimento em canais como Facebook, Instagram, Google, Youtube, Twitter, LinkedIn e tantas outras plataformas.

De acordo com a empresa americana de pesquisa e coleta de dados eMarketer, a expectativa é de que, globalmente, as empresas invistam em mídia paga online cerca de $517.51 bilhões de dólares em 2023.

O que é CRO?

De forma geral, quanto melhor a sua taxa de conversão, melhores são os seus resultados e melhores são as estratégias que você está aplicando para chegar até eles. 

E qualquer pequena mudança que otimize a taxa de conversão tem potencial para aumentar os resultados de vendas e faturamento.

O aumento de uma taxa de 1% para 2% pode parecer pequeno, mas no caso da taxa de conversão essa pequena variação é imensa, pois significa que você dobrou os resultados de todos os canais de mídia que levam para o seu site.

Para esse propósito de otimização existe a estratégia de CRO (ou Conversion Rate Optimization), que propõe utilizar a estrutura já existente, incrementando-a e ajustando-a para melhorar as taxas de conversão, aumentar os resultados e, consequentemente, as vendas.

Como as estratégias de mídia paga e CRO se complementam?

Se o objetivo da mídia paga é aumentar o tráfego e atrair visitantes qualificados para as páginas de uma marca, o CRO complementa e melhora os resultados desse investimento, uma vez que impulsiona as taxas de conversão, otimizando assim o orçamento. 

Uma vez que os investimentos das campanhas de mídia paga acontecem através de pagamento por impressão ou por clique, quanto melhor aproveitado esse visitante for, depois de chegar à página de destino, mais valerá a pena o valor investido nos anúncios.

E isso significa transformar esse visitante em lead antes que ele saia da página.

Você pode explorar ações de CRO ao melhorar a relevância, facilidade e clareza das suas páginas do site e Landing Pages, ao deixar claro a proposta de valor da sua marca, ao melhorar os textos, ao deixar as páginas com carregamento mais rápido….

São muitas as opções que podem ser exploradas e vamos abordar algumas delas agora. 

7 Dicas para Turbinar suas Campanhas de Mídia Paga com CRO

1. Pense como o visitante do seu site

O primeiro passo para melhorar os resultados de conversão do seu site e Landing Pages é analisá-los.

Mas não sob a sua perspectiva como marca.

A visão deve ser aquela que mais importa nesse processo de atração e conversão: a do seu visitante.

Para melhorar a experiência do usuário, devem ser analisados e otimizados fatores como conteúdo, estrutura e navegação.

Algumas de nossas sugestões são: 

  • Melhore a velocidade do site, pois ninguém gosta de acessar uma página com erros ou que demora a carregar;
  • Otimize suas páginas para mobile, pois grande parte dos acessos hoje acontece através de smartphones.

2. Apresente o mesmo tom de voz e benefícios nos Ads e Landing Pages

O que o visitante lê no seu anúncio é a mesma coisa que ele vê na sua Landing Page?

Muitas vezes as marcas perdem visitantes que poderiam se tornar leads por não corresponder à expectativa destes.

É preciso que, ao visualizar o seu anúncio, o consumidor entenda rapidamente o que poderá esperar ao clicar ali.

E mais importante ainda é entregar o que foi prometido.

O visitante quer praticidade e preza pelo tempo, então a página de destino precisa ser clara e objetiva, com o benefício em destaque.

Por exemplo, imagine que você está investindo em anúncios de busca de palavras-chave no Google Ads.

Ao fazer uma pesquisa no buscador, o usuário se depara com inúmeras opções de sites para clicar.

Ele pode escolher entre as opções de anúncio que aparecem em destaque, escolhendo aquela que melhor corresponda às suas expectativas.

Se ele acaba sendo redirecionado para uma página que não cumpre o que foi prometido no anúncio ou mesmo que não apresenta com facilidade o que ele está procurando (independente se essa busca for por informação ou um por um produto), a experiência que ele tem com a marca é prejudicada e tudo o que ele precisa fazer é, em apenas um clique, voltar para a página de busca anterior e escolher outra opção.

Você acabou de perder um cliente potencial. 

3. Insira oportunidades de conversão em diferentes momentos

O Call-to-Action é uma chamada para ação.

Ele está presente em diferentes tipos de páginas e materiais e serve para indicar e orientar o visitante para a ação que a sua empresa deseja que ele faça.

Normalmente ele é o gancho utilizado para a conversão. 

Se você quer otimizar as conversões, insira mais de um CTA e opções de conversão nas páginas.

Não deixe também de explorar a personalização desses botões de acordo com o perfil do usuário e com a fase em que ele está na jornada de compras.

Isso fará com que a taxa de conversão aumente, uma vez que a atenção é captada de forma diferenciada e o estímulo para ação também é personalizado. 

Segundo a HubSpot, maior plataforma de automação de marketing do mundo, CTAs personalizados têm performance e resultados até 202% melhores do que CTAs que não têm personalização. 

4. Crie fluxos de nutrição para usuários que não estavam no momento de compra

Depois de converter o lead em visitante, o trabalho não termina!

Através das ações de nutrição é possível educar o lead, oferecer conteúdos de interesse, apresentar as soluções que ele precisa e criar confiança em relação à sua marca.

A fase de nutrição é fundamental principalmente para aqueles leads que ainda não estão no momento de compra no funil de vendas.

69% dos profissionais acreditam que ter uma estratégia de nutrição de leads leva a melhores oportunidades de negócio.

É esse tipo de estratégia que acompanha o contato através da jornada de compras e que garante as conversões entre os estágios. 

Para fazer a nutrição dos leads captados, você deve construir uma estratégia e pensar no fluxo que esse lead deve percorrer desde o primeiro contato com a sua marca até o momento de fechamento da compra ou contratação.

Também devem ser pensadas ações pós-venda, para manter um relacionamento com os clientes e fidelizá-los para novas aquisições.

Você pode fazer uso de plataformas específicas de automação de marketing para deixar todo esse processo muito mais prático.

5. Invista em remarketing

Remarketing é o processo de trazer visitantes de volta para o seu site ou outras páginas, para que estes finalizem a conversão esperada.

A mídia paga, atrelada à estratégia do remarketing, pode trazer resultados muito interessantes. 

Para isso, crie anúncios e teste, aplique os que tiverem melhores resultados e não direcione o visitante para a mesma página de conversão, ou para o mesmo gancho que ele já teve contato com.

Se a conversão não aconteceu no primeiro momento, não mantenha a mesma estratégia esperando que magicamente a percepção do visitante mude.

6. Ofereça uma experiência personalizada para o seu visitante

O consumidor busca hoje por experiências personalizadas e pensadas para as reais necessidades que ele tem.

Ao oferecer experiências assim, você estará alinhado com as expectativas, desejos e intenções dos visitantes.

Para atingir isso, vale o investimento e personalização de acordo com o comportamento online, páginas visitadas e canais de origem de cada visitante.

Quando falamos em conversão, ferramentas como chatbots e assistentes virtuais são a melhor alternativa de personalização em relação aos formulários estáticos e estão crescendo pois eles garantem melhores taxas de conversão e uma experiência mais interativa e dinâmica. 

Essas ferramentas abordam cada consumidor de forma personalizada, de acordo com seu contexto de navegação, assim conseguem aumentar seu engajamento.

Ao melhorar a experiência do cliente você aumenta as chances de conversão e, consequentemente, de vendas.

 Leia também - 7 Verdades Inconvenientes Sobre Captação de Leads

7. Faça testes A/B entre diferentes páginas e funcionalidades do seu site

Para otimizar suas taxas de conversão você também deve explorar os testes, não apenas nas próprias páginas, mas também nos materiais que levam até elas, como anúncios, e-mails, referências, etc. 

Testes A/B devem ser explorados para apresentar duas versões de um mesmo material, mas com pequenas modificações de texto, visual ou funcionalidades.

As duas versões são aplicadas ao público durante um período de teste e depois a que tem a melhor performance continua como fixa. 

Esse tipo de estratégia ajuda a entender o que é melhor aceito pelo público.

Você pode analisar as taxas de conversão dos seus testes, para investir naquela com resultados mais satisfatórios.

  Você também pode se interessar: 8 KPIs de Vendas e Marketing que os Líderes Querem ver no seu Dashboard

Otimize suas conversões com a Leadster

Se você quer aproveitar ao máximo o tráfego qualificado gerado pela mídia paga e as otimizações possibilitadas pelas estratégias de CRO, considere utilizar ferramentas de marketing conversacional, como chatbots e assistentes virtuais.

Assim, seus visitantes de tráfego qualificado terão atendimento personalizado e, de quebra, a sua marca conquista informações relevantes logo no primeiro contato com a sua empresa. 

Quer levar esse tipo de estratégia para a sua marca?

Entenda mais sobre a ferramenta explorada pela Leadster, pioneira do segmento no Brasil.

Explore uma demonstração personalizada para a sua necessidade agora mesmo!

Veja uma demonstração Leadster
Compartilhe agora!

Fernanda Andreazzi

Estrategista de conteúdo na Leadster, atua há 5 anos com Marketing Digital, Inbound Marketing, SEO - e tudo o que há de bom