Lançamento: ative a Inteligência do ChatGPT no seu site

Conheça a funcionalidade
/ / Tráfego Pago no Instagram em 2024: Guia Completo

Começar a fazer tráfego pago no Instagram em 2023 é bom e ruim ao mesmo tempo. Mas calma: estamos falando do operacional – trabalhar com anúncios nas redes sociais ainda é uma das estratégias mais populares no marketing digital, não importa o ano. 

O que estou querendo dizer é que muita coisa mudou no tráfego pago do Instagram nos últimos tempos. E tudo mudou muito rápido. 

Nos últimos 10 anos o Instagram estreou o modelo de anúncios, foi comprado pelo Facebook, inventou os stories, remodelou seus anúncios, entrou para a plataforma de anúncios do Facebook e, hoje, é parte da plataforma de anúncios da Meta. 

Grandes mudanças no Instagram Ads já estão quase virando algo corriqueiro. Mas em 2023 as coisas estão mais calmas: com a chegada da Meta, tudo foi padronizado e segue uma trajetória mais simples. 

Mas que mesmo assim ainda é complicada para muita gente. Hoje, nossa missão é descomplicar. Continue na leitura do nosso grande guia do tráfego pago no Instagram em 2023!

O que é o tráfego pago no Instagram? 

Você com certeza já viu anúncios no Instagram, certo? Qualquer pessoa que entre no aplicativo e passe um minuto que seja nele eventualmente encontra um anúncio patrocinado – seja no feed ou nos stories. 

O tráfego pago no Instagram é uma estratégia de anúncios PPC – pay per click. Basicamente, você paga para a Meta (antiga Facebook e dona do Instagram) para que seu post apareça para pessoas que ainda não te seguem. 

Pense em qualquer marca no Instagram. Quando ela faz um post, esse post vai aparecer no feed das pessoas que a seguem, certo? Marcas, porém, precisam alcançar outras pessoas para crescer sua base de seguidores e clientes em potencial. 

O tráfego pago no Instagram funciona justamente para isso. Patrocinando posts, eles aparecem no feed de pessoas que não conhecem a marca. Tipo isso:

Certo, mas que pessoas são essas? Você escolhe. Através do Gerenciador de Anúncios da Meta, você vai definir exatamente qual é o público alvo que você quer atingir – idade, interesses, geolocalização etc. 

O nome tráfego pago é o contrário de tráfego orgânico. O que isso significa é que você está pagando para ter mais tráfego no seu perfil ou diretamente no seu site. Tráfego pago é uma estratégia que pode ser aplicada praticamente em todas as redes sociais, e também no Google através do Google Ads. 

O tráfego pago no Instagram é uma estratégia fundamental hoje em dia. Qualquer marca que precisa aumentar seu alcance utiliza a plataforma, muito por conta da sua acessibilidade. 

🔎 Leia também: TikTok Ads - Tudo sobre como Anunciar, do Básico ao Avançado

Os anúncios funcionam no modelo pay per click ou cost per impression – você define um valor máximo diário ou por campanha, e a plataforma faz todo o trabalho de divulgação com base no seu orçamento. 

Dependendo do modelo que você escolhe, você paga pelo clique no seu anúncio ou por quantas impressões ele teve. 

Dessa forma, você pode começar a anunciar com valores que fazem sentido com o quanto de verba disponível você tem para anunciar. 

Mas como funciona exatamente o Instagram Ads? Vamos descobrir juntos agora:

Como funciona o Instagram Ads?

Já explicamos um pouco do funcionamento básico do Instagram Ads ali em cima, mas você precisa saber de alguns pontos fundamentais antes de começar a anunciar. 

Vamos abordar questões mais práticas ao longo desse tópico, mas algumas já podemos explicar desde já. 
Primeiro – existem vários tipos de anúncios no Instagram Ads. Você pode fazer anúncios de vídeos:

Pode fazer anúncios nos stories:

E no feed, como mostramos no tópico anterior:

Esses são os formatos de anúncios para o Instagram, mas ainda existem as finalidades da sua campanha. Você é que escolhe se o seu anúncio vai ser voltado para:

  • Reconhecimento de marca; 
  • Alcance; 
  • Tráfego; 
  • Engajamento; 
  • Instalações de app; 
  • Visualizações do vídeo; 
  • Geração de cadastros;

Cada uma dessas finalidades traz chamadas para ação diferentes. Elas vão desde um “Saiba mais” genérico até outras bem mais específicas, como “chamar no chat”, “assistir mais”, “cadastrar-se agora” etc.

Pode ficar tranquilo que, durante a criação do seu anúncio, o próprio Gerenciador de Negócios da Meta vai te ajudar a escolher o melhor pra você:

Tudo certo com os formatos? Então vamos falar um pouco mais sobre algumas questões mais técnicas. Olha só:

Todas as contas podem fazer tráfego pago no Instagram? 

Não são todas as contas que podem fazer tráfego pago no Instagram. A Meta determina algumas limitações básicas para você poder começar a veicular seus anúncios: 

Isso vale para os dois modelos de publicação de anúncios que o Instagram oferece, ok? Vamos falar das duas logo abaixo:

Como fazer um anúncio no Instagram usando o Gerenciador? 

A parte mais difícil do tráfego pago do Instagram é justamente fazer essa configuração inicial. E nem isso é tão difícil. 

Para começar a usar o tráfego pago no Instagram, o primeiro passo é criar uma página no Facebook para a sua empresa. E o segundo é ativar o Gerenciador de Anúncios da Meta. 

Essa segunda parte também é super fácil. Você entra diretamente no link, estando logado na conta da sua empresa do Facebook, e segue os passos que a plataforma mesmo te dá. 

Você vai chegar nessa tela aqui:

Uma vez nessa tela, você só vai precisar clicar em “Criar”. Você vai escolher entre um dos objetivos da campanha:

E depois vai preencher cada uma das informações que a plataforma vai te pedir:
Depois que você clicar em avançar, é hora de trabalhar alguns aspectos mais operacionais e financeiros da sua campanha. O primeiro ponto que você vai decidir é sobre os botões de conversão:
Através deles você vai definir o que quem está vendo o anúncio vai poder fazer. Aquela barrinha colorida que aparece em baixo com “Acesse o site” ou “mande uma mensagem” é escolhida nesse momento. 
Uma vez que você determina isso, é hora de determinar o período da campanha e o orçamento dela:

Isso aqui é muito importante. Você pode determinar um orçamento total ou um orçamento diário para a sua campanha.

O orçamento total é assim: você estipula um valor e não vai gastar mais do que isso durante toda a duração da campanha. A própria Meta vai fazer a distribuição de quanto gastar em cada dia – alguns dias mais, alguns menos. 

🔎 Leia também: Social Ads - Como Usar as Redes Sociais para Gerar mais Leads

O orçamento diário é parecido: você determina um valor por dia, e a Meta vai definir em quais horários ele vai ser gasto. 

Se você está achando esse trabalho complicado demais, pode ficar tranquilo: tem como simplificar. Veja logo abaixo como usar o tráfego pago no Instagram do jeito mais fácil:

Como fazer um anúncio direto no Instagram? 

Além de usar o Gerenciador de Anúncios da Meta, você também pode turbinar a sua publicação diretamente pelo Instagram, um jeito mais rápido e bem mais simples, mas com menos opções de segmentação. 

Isso é bem fácil de fazer, mas perceba que você ainda vai precisar de uma conta vinculada no Facebook, ok? 

Não é necessário acessar o seu Gerenciador de Anúncios, mas quando você turbinar a sua primeira publicação, ela vai aparecer no Gerenciador para você revisá-la quando quiser. 

Os passos para fazer um anúncio direto pelo Instagram são os seguintes: 

  • Entre no perfil; 
  • Clique em Ferramentas para anúncios; 
  • Clique em Escolher uma publicação; 
  • Escola a publicação e clique em avançar; 
  • Defina o objetivo, o público, o orçamento e a duração; 
  • Clique em avançar. 

Tudo pronto! Basicamente, você está fazendo a mesma coisa que o Gerenciador de Anúncios faz, mas com muito menos opções de segmentação e personalização de objetivos. 

🔎 Leia também: 34 Ferramentas para Agências de Marketing Digital Utilizarem Diariamente

Qual é o valor mínimo para anunciar no Instagram?

Você precisa determinar um orçamento de no mínimo R$ 6,00 reais por dia para começar a anunciar no Instagram. 

O valor é assim, meio quebrado, por conta do dólar. É da política do Instagram e da Meta que todos os anúncios precisam ser de pelo menos US$ 1,00 dólar por dia, ou US$ 29,00 dólares por mês. 

Conforme o dólar vai mudando de valor, esse preço também varia. Se a cotação do dólar estiver entre R$ 4,00 e R$ 5,00 reais, o valor mínimo para o anúncio em reais será de R$ 4,00. 

🔎 Leia também: O que Aprendemos Investindo R$361 mil em Anúncios Online

Como funciona a cobrança do tráfego pago do Instagram?

O pagamento é configurado diretamente no Gerenciador de Anúncios da Meta ou pelo próprio Instagram. 

Você pode pagar por cartão de crédito, débito, boleto, PayPal ou PIX. Para adicionar suas informações de pagamento, é só clicar em “Configurações”, e no menu que abrir, “Configurações de pagamento”.

Entendendo a segmentação de público do Instagram

O tráfego pago no Instagram não seria nada sem a possibilidade de definir qual é o seu público, para quais pessoas você quer que o seu anúncio chegue bem. 

Isso não é nada difícil de determinar também. É um trabalho um pouco avançado, mas com o tempo você vai pegando o jeito e já vai conhecer as melhores táticas de cabeça. 

Basicamente, a segmentação de público no Instagram funciona de um jeito muito intuitivo. Você vai escolhendo o gênero do seu público-alvo, seus interesses e demografia. Olha só o guia com prints: 

Como segmentar no Gerenciador? 

No momento que você estiver criando a sua campanha, você vai precisar preencher as informações de segmentação:

É nesse momento que você vai determinar para quem seu anúncio vai aparecer. Essa é a configuração mais importante do tráfego pago no Instagram! 

Perceba que, além das informações básicas que você tem disponível (idade e gênero) você também pode criar um público personalizado. Clique em “Criar novo” para começar o processo.

Esse é o momento de escolher uma das origens do seu público personalizado. Veja esse guia para saber o que cada um desses pontos significa. 

A parte de direcionamento detalhado também é importante para refinar ainda mais seu público: 

Aqui, você vai incluir dados demográficos, interesses e comportamentos do seu público alvo. Acesse e veja quais opções você tem disponível para utilizar! Essa parte é bastante avançada, e você vai aprendendo pouco a pouco a usá-la, não se preocupe.

Existem públicos proibidos no tráfego pago do Instagram?

Você não pode anunciar para crianças e adolescentes no Instagram. Todos os anúncios precisam ser feitos para pessoas acima de 18 anos. 

Mas você não vai precisar se preocupar com isso. O próprio gerenciador não vai deixar você fazer nenhum anúncio para pessoas fora dessa faixa etária. 

Mas existem algumas limitações de conteúdo que você precisa levar em conta na hora de construir o seu anúncio. São elas: 

  • Venda de tabaco; 
  • Venda de bebidas alcoólicas; 
  • Venda de produtos relacionados à saúde; 
  • Venda de animais; 
  • Sites para jogos de azar online;

O que é o Pixel da Meta? 

O Pixel é uma configuração de anúncios que permite o remarketing do Facebook e Instagram. 

Quando você gera um Pixel, você está gerando um código de identificação do seu site. Com o Pixel funcionando, quando uma pessoa entra no seu site e você tem anúncios de remarketing, ela vai receber anúncios personalizados da sua marca.  

🔎 Leia também: Pixel do Facebook -  Para que Serve e Como Configurar no Site?

É através do Pixel que você consegue criar anúncios com segmentação personalizada, de pessoas que fizeram ações no seu site. 

Imagine o seguinte: alguém entra no seu site, coloca vários itens no carrinho mas não compra. Você pode configurar anúncios direcionados para essas pessoas.

Qualquer ação no seu site pode ser mensurada e configurada como anúncio no Instagram. Não ter um Pixel hoje é perder grandes oportunidades de mercado. 

Para criar um Pixel, você precisa acessar o Gerenciador de Negócios da Meta. Depois, siga o passo a passo: 

  • Selecione sua empresa; 
  • Clique em Fonte de dados; 
  • Clique em Pixel; 
  • Clique em Adicionar; 
  • Dê um nome para o Pixel e coloque a URL do seu site (opcional); 
  • Clique em continuar. 

Você vai estar com o código do Pixel em mãos. O próximo passo é mais técnico – você vai precisar instalá-lo no seu site. Temos um texto que te ensina a fazer isso passo a passo, acompanhe: 

Dicas de como ter os melhores resultados nos seus anúncios

Agora que você já sabe como funciona o tráfego pago no Instagram e como configurar seus primeiros anúncios, precisamos tirar um tempinho para conversar sobre as melhores técnicas para ter ótimos resultados nas suas campanhas. 

Não é só colocar qualquer post e pronto acabou, hein? Lembre-se que você está gastando dinheiro nessas ações, e para ter um bom retorno do seu investimento, você precisa levar algumas coisas em consideração. 

Separamos as principais nos próximos tópicos. Confira:

Copywriting

A construção dos seus anúncios precisa ter uma boa dose de copywriting – a escrita persuasiva, voltada para a conversão. 

Ao invés de dizer “você conhece nosso produto?” no criativo do post patrocinado, você deveria escrever algo como “nosso produto faz X, Y e Z para você”. 

Um dos maiores preceitos do copywriting é entregar o valor que o seu serviço e produto oferecem na primeira linha. E no caso de anúncios, você nem tem muitas linhas para trabalhar, certo?

Veja nosso texto sobre copywriting para te inspirar a criar os melhores anúncios para o Instagram Ads!

Sempre incluir a CTA adequada

Nós já te mostramos ali em cima como incluir uma chamada para ação nos seus posts patrocinados. É importante ressaltar que você vai precisar sempre incluir a correta para não perder dinheiro. 

É muito comum que empresas façam seus anúncios no automático, e acabam passando por cima de todas as opções de conversão que a plataforma oferece.

Cada uma das CTAs tem um uso correto. É importante que você veja como cada uma funciona na prática e escolha a que faz mais sentido para o seu anúncio.

Ter uma boa página de destino

Entre 2021 e 2022, a Meta ficou mais rigorosa com as páginas de destino dos anúncios. 

Agora, se a sua página não tiver o protocolo de segurança https://, se ela demorar demais a carregar ou se for no geral ruim para a navegação, você vai ter mais dificuldades em gerar conversões nos seus anúncios. 

O único jeito que a Meta encontra para barrar páginas de destino ruins é não entregando os anúncios para todo mundo que poderia recebê-los. É isso mesmo: a Meta decide dar um shadowban nos anúncios que estão configurados para a página de destino ruim. 

Então, trabalhe em deixar seu site cada vez melhor, e monitore esses pontos cruciais, ok? 

🔎 Saiba mais: Otimização de Site: É Melhor Focar em SEO ou Conversão?

Pesquisar os concorrentes

Você sabia que é possível ver todos os anúncios que seus concorrentes estão fazendo, tanto no Facebook quanto no Instagram? 

Pois é! E é bem fácil também. Acesse o Facebook e escolha a conta do seu concorrente. Depois, no menu lateral esquerdo – bem lá pra baixo – tem uma caixinha dizendo “Transparência da Página”. Clique em “Ver Mais” e depois em “Anúncios Ativos”. 

Você vai ser levado para a biblioteca de anúncios do seu concorrente, que reúne todas as informações sobre o que ele anda veiculando. Olha só:

Dá pra ver tudo o que a marca compartilhou, inclusive o criativo dos posts, a CTA, o texto e outras versões do anúncio.

A única coisa que você não vai conseguir ver são informações do público. E isso é até justo, na verdade – você não gostaria de passar horas segmentando um público específico só para alguém usar suas ideias, não é? 

Monitorar todo dia

Pode parecer bobagem, já que o tráfego pago no Instagram é todo automatizado, mas conferir como suas campanhas estão se saindo é fundamental para o sucesso delas. 

Ainda mais quando você lida com vários públicos diferentes. A parte de segmentação, embora simples de configurar, é uma tarefa muito especializada. Se você fizer várias, vai precisar acompanhar de perto como o desempenho está indo para não gastar dinheiro à toa.

Foque principalmente no alcance e nas conversões. Um alcance baixo significa que a sua segmentação está muito restrita. Uma conversão baixa (independente do alcance) significa que seu público não se interessou pelo seu anúncio – ou você troca o criativo ou troca o público. 

E ainda há outro risco que pouca gente fala sobre, mas que muita gente já teve problemas com ele: configurar algo errado. 

A diferença entre gastar R$ 3.500,00 em um mês e gastar o mesmo tanto em um único dia é um simples botão. Clicar errado acontece, então sempre monitore seus gastos, certo?


Gente, espero que esse guia tenha explicado bastante coisa e deixado claro quais devem ser seus próximos passos. 

Ficou alguma dúvida? Conta aí nos comentários! A gente lê todos e sempre responde um por um. Vou ficar te esperando. Obrigado pela leitura e um forte abraço!

Categorias: Mídia Paga

Gustavo Luby

CMO da Leadster, há 6 anos empreendendo no setor de tecnologia, apaixonado por CRO, Growth Hacking e Mídia paga.

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *