Como a sua empresa ou agência lida com o marketing estratégico? 

É muito comum encontrar empresas que trabalham os dois separadamente: marketing ou estratégia de negócios.

Aliás, além de muito comum, esse é o jeito que a maioria das empresas funciona. 

Mas a estratégia de negócios tem uma importância muito grande no marketing, e o contrário também – o marketing muitas vezes ajuda a ditar os rumos dos negócios. 

Hoje vamos falar dessa forma de pensamento duplo que vai se tornar cada vez mais urgente em empresas de todo o país.

Hoje o assunto é marketing estratégico. 

Tudo pronto para começar?

Então vamos logo que temos muito para conversar. 

O que é marketing estratégico?

Alvo com algumas flechas perfurando o seu centro.

O marketing estratégico é uma modalidade de negócios que busca diminuir a separação entre marketing e as estratégias de negócio da empresa, tornando as duas modalidades uma só. 

Esse conceito pode parecer um pouco óbvio, mas será mesmo?

Por exemplo: quantas empresas permitem que o marketing peça alterações direto na composição do produto, por exemplo? 

Quantas empresas escutam o marketing quando ele diz que está na hora de lançar mais produtos, ou está na hora de reduzir a linha? 

Melhor ainda: quantas empresas escutam o marketing quando ele diz que os resultados de uma campanha específica estão baixos porque: 

  • O produto não tem a qualidade que o mercado espera; 
  • O preço do produto está muito alto; 
  • O mercado não está entendo muito bem como o produto funciona; 
  • O produto não tem aceitação em uma região específica; 
  • O produto teria aceitação maior em outra região?
🔎 Leia também: Como conquistar clientes: 20 estratégias para 2023?

E por aí vai…

Esses são alguns exemplos só relacionados com o produto de uma empresa, mas o marketing estratégico consegue abordar pontos muito além disso, ajudando a empresa com uma visão mais voltada para seu público e suas vendas. 

Falamos mais sobre isso, de forma prática, nos tópicos abaixo.

Confira:

Marketing estratégico de médio prazo

O marketing estratégico de médio prazo é o que busca ações coordenadas com a inteligência comercial para melhorar seus resultados. 

A médio prazo, o marketing estratégico está relacionado com a criação de metas conjuntas, e a formalização de KPIs que conseguem medir tanto o impacto do marketing nos negócios como o dos negócios no marketing. 

O marketing estratégico, nessa sua fase intermediária, está buscando esse alinhamento de metas principalmente na sua produção e na criação de anúncios.

Preocupações constantes são:

  • Acompanhamento das métricas orgânicas: quantidade de visitantes no site, tempo médio de leitura e quantos leads estão sendo gerados; 
  • Acompanhamento de metas e objetivos internos da empresa: quantidades de leads qualificados chegando para a equipe de vendas, quantidade de vendas geradas através de inbound, etc; 
  • Acompanhamentos de metas da equipe: entregas, prazos sendo cumpridos, motivação do time, dimensionamento do time, etc. 

Dentre outras. A médio prazo, o marketing estratégico busca otimizar todas as suas ações, para gastar sempre menos e produzir sempre mais.

🔎 Leia também: Marketing para Eventos - principais estratégias de atração

Marketing estratégico de longo prazo

O marketing estratégico de longo prazo é um pouco diferente.

Sua principal preocupação é sobre a sustentabilidade do negócio. 

Ou seja, ações estratégicas e de mercado que mantém a empresa sempre competitiva e se destacando da concorrência. 

O que estávamos falando ali em cima sobre os produtos são estratégias de longo prazo do marketing estratégico.

Podemos citar algumas outras: 

  • Análises de mercado;
  • Determinação do mix de marketing; 
  • Foco em pesquisa e desenvolvimento; 
  • Reuniões conjuntas para decidir o destino de certos produtos;
  • Ações pensadas em conjunto, para evitar falta de oferta quando a demanda estiver alta.

No longo prazo, o marketing estratégico busca um olhar diferente para suas estratégias de negócios. 

Com os dados e o tato com o público que o marketing traz, suas decisões são mais certeiras porque estão acompanhadas da experiência e da observação. 

Qual é a diferença entre estratégia, tática e operação?

Homem com expressão pensativa, de dúvida

Até agora entendemos que o marketing estratégico tem, na sua concepção, um olhar para médio e longo prazo. 

A curto prazo, as decisões são tomadas em cada departamento, mas sempre com a ideia de que tudo o que é feito e decidido precisa levar em conta a união do marketing com os negócios. 

É o mesmo que dizer que, a curto prazo, cada departamento tem sua independência, mas deve se alinhar com esse grande objetivo – se tornar cada vez mais competitivo. 

Vamos abordar o curto prazo aqui, mostrando a diferença das principais modalidades do marketing estratégico: tática, operação e estratégia como um todo. 

🔎 Leia também: 20 estratégias de marketing para start-ups com foco em growth

O que é marketing tático?

Como o nome diz, o marketing tático, dentro de uma estratégia de marketing estratégico, está relacionado com as táticas utilizadas para atingir os objetivos de negócio das empresas.

Ele é uma estratégia de curtíssimo prazo, estando relacionada com o que compensa para a empresa, e o que ela tem mais condições para investir. 

Por exemplo: uma das principais táticas de marketing é o marketing de conteúdo.

Ele requer a criação de um time de redação e design, e a contratação de redatores, social media, revisores e diretores de arte. 

Pelo olhar do marketing estratégico, a empresa está pronta para fazer esse investimento na contratação? 

O mesmo vale para qualquer outra tática.

As mídias pagas, por exemplo, requerem um investimento constante para angariar resultados rapidamente.

A empresa tem orçamento para isso? 

O marketing tático, como parte do marketing estratégico, lida com essas perguntas.

Suas respostas vão ter impacto no futuro, a médio prazo. 

🔎 Leia também: Como Gerar Leads B2B?

MOps

MOps é o mesmo que marketing operacional, é um termo que descreve as pessoas, tecnologias e processos de negócio em um departamento de marketing e vendas.

Ou seja: são as condições que a sua empresa oferece para que as suas estratégias de marketing floresçam. 

O MOps, apesar de estar relacionado com o marketing, é uma estratégia de negócio, com decisões tomadas pela diretoria.

Para que o marketing funcione, é preciso estruturar o MOps.

Isso é uma realidade em qualquer empresa.

Quanto mais é investido em operações, maior será o retorno oferecido pelo marketing. 

A imagem abaixo, criada pela HubSpot, ajuda a entender melhor:

Imagem da HubSpot mostrando a intercessão entre processos, tecnologia e pessoas no marketing estratégico

Como tática e operação influenciam no marketing estratégico?

No começo do texto falamos sobre como o marketing estratégico é a junção dos negócios com seus esforços de marketing, certo? 

Pois é.

Tática e operação são os maiores exemplos práticos de como essa combinação acontece. 

O marketing tático está diretamente relacionado com o MOps.

Algumas táticas só são possíveis através de recursos operacionais.

E alguns recursos operacionais só são justificáveis através da sua aplicação em táticas de marketing. 

Dessa forma, o marketing estratégico, na prática, funciona através da relação entre essas duas modalidades. 

🔎 Leia também: 28 estratégias de marketing para pequenas empresas

10 maneiras de começar a fazer marketing estratégico hoje

Mulher com expressão pensativa

Bom, acabamos de determinar então que o marketing estratégico, na prática, funciona com a união entre táticas e a operação, com foco nos negócios.

Mas essa união pode aparecer de diversas formas, com resultados diversos. 

Separamos aqui ações individuais, algumas de curto prazo, outras de médio e longo, para ilustrar melhor como o marketing estratégico realmente acontece em empresas e agências pelo Brasil. 

Continue na leitura para saber tudo na prática: 

Olhar aprofundado para os dados

Fazer uma boa gestão de dados é um trabalho muito importante, e é parte dos processos do MOps. 

Essa tática envolve pessoas especializadas e softwares de inteligência comercial, mas também pode ser feito via plataformas de inbound marketing – como na qualificação dos leads, por exemplo. 

Dados, quaisquer que sejam eles, precisam ser armazenados, tratados e consultados com frequência.

Departamentos de marketing que não trabalham com dados têm uma eficiência muito menor nos seus objetivos. 

É obrigação de qualquer empresa séria com seu marketing oferecer as ferramentas e o pessoal necessário para que a gestão dos dados seja feita de forma singular. 

🔎 Confira: Data-driven marketing: o que é e como usar dados para gerar mais leads para sua empresa

Fazer o que dá certo para você

Identificar as táticas de marketing apropriadas para a empresa é uma tarefa para o departamento de marketing.

Mas decidir quais táticas aplicar ou não é responsabilidade comum da empresa inteira. 

Os dados são apresentados, as projeções são feitas e a decisão precisa ser tomada em conjunto, sempre.

O lado marketing traz as possibilidades e as competências da equipe na apresentação das táticas. 

E o lado business traz as limitações e os objetivos do negócio como um todo. 

🔎 Leia também: Vendas pelo Whatsapp - como fazer? 

Fazer análise SWOT e atualizá-la sempre

A análise SWOT busca apresentar para a empresa suas Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças. 

Em português, é a análise FOFA.

Esse texto do Asana, nossa plataforma de gestão de projetos, se aprofunda mais no tema. 

Esse é um conceito que vale bastante a pena conversar sobre.

Normalmente, a análise SWOT é feita pelo time de marketing, apresentada, alterada e esquecida. 

De verdade: é raro encontrar empresas que levam essa análise a sério ou a mantém como um norte nas suas ações. 

E a FOFA é uma das principais formas de comunicação entre o marketing e a diretoria, responsável pelos rumos corporativos da empresa. 

Por isso, a criação e a atualização da análise SWOT é de extrema importância para toda e qualquer empresa, e jamais deve ser ignorada por quem tem o poder de tomar decisões na empresa. 

🔎 Leia também: As Principais Estratégias de Crescimento para Aplicar na Empresa

Determinar seu mix de marketing

Assim como a análise SWOT, o mix de marketing é uma construção conjunta, um esforço de colaboração intenso entre a equipe de marketing e os setores dedicados aos negócios. 

Temos um texto aqui no blog que determina o que é o mix de marketing e se aprofunda mais no tema.

Mas basicamente, o mix de marketing são os 4Ps que toda empresa precisa definir: 

  • Preço; 
  • Praça;
  • Produto;
  • Promoção.

O mix de marketing é onde o marketing estratégico tem os melhores exemplos de colaboração no mundo corporativo.

Marketing e negócios precisam colaborar para definir bem esses pontos. 

E o mix de marketing também é um ótimo definidor do que é o marketing em si.

Seus 4Ps (e sua expansão em 8, adicionando Pesquisa, Planejamento, Produção e Publicação) definem o marketing como estratégia – levar um produto para o mercado, torná-lo disponível para as pessoas. 

Determinação de uma hierarquia sólida

A criatividade é a espinha dorsal de todos os departamentos de marketing.

E para que a criatividade floresça, outras pessoas precisam cuidar dos aspectos operacionais e estratégicos. 

A hierarquia resolve justamente essa questão.

Com gerentes reportando ao diretor e o diretor reportando ao resto da diretoria, o foco de cada pessoa e seus talentos individuais são melhor aproveitados. 

Análises competitivas frequentes

O marketing estratégico busca sempre tomar decisões informadas, já que elas impactam não só os resultados das suas campanhas, mas a empresa inteira. 

É muito comum que departamentos de marketing ou agências realizem uma análise competitiva no início do projeto e pronto.

Tudo segue a partir daí e vai seguindo para sempre. 

O marketing estratégico requer uma vigilância constante em novas tendências, novas empresas entrando no mercado, novas tecnologias etc. 

Essas análises mantém não só o marketing da empresa sempre competitivo, mas também as próprias empresas como um todo. 

Pesquisas de opinião frequentes

No marketing estratégico, conhecer a opinião dos consumidores sobre a marca é um ponto fundamental e de extrema importância. 

Lembre-se que o marketing estratégico lida com decisões bem informadas.

E uma das formas de ter essas informações é realizando pesquisas de opinião frequentes. 

Existem vários meios de obter essas informações.

Aqui no blog temos um texto muito interessante sobre o tema, com 5 recursos que vão te ajudar a conduzir sua pesquisa e sugestões de perguntas também. 

Foco em P&D

Pesquisa & Desenvolvimento são partes cruciais do marketing estratégico.

E nem estamos falando só sobre novos produtos: na verdade, inovações dentro da equipe de marketing também são ótimos investimentos. 

Todo departamento de marketing precisa contar com uma pessoa ou um time dedicado para encontrar novos jeitos de se fazer algo bem feito.

Melhorias no site, novos tipos de anúncios, novas ferramentas etc. 

Com isso, seu time de marketing está sempre mais próximo de entregar o que ele se propõe: a melhoria contínua dos negócios da empresa. 

Na parte de produtos, o marketing também precisa oferecer uma visão estratégica sobre o seu desenvolvimento constante.

Falamos mais sobre isso logo abaixo: 

Melhora contínua dos produtos

No seu livro Ogilvy on Advertising, o barão da publicidade David Ogilvy diz: 

“Nunca escreva um anúncio que você não mostraria para a sua família. Você jamais mentiria para a sua esposa. Então não minta para a minha”. 

No capítulo, Ogilvy estava falando sobre como a publicidade é inteiramente dependente do produto.

Se o produto não for bom, não há anúncio no mundo que o faça ter sucesso.

Para que o departamento de marketing fale sempre a verdade, o produto sendo oferecido precisa estar de acordo com o que os consumidores esperam.

Ou seja: o produto precisa ter valor de mercado. 

Times de marketing estratégico precisam sempre medir a aceitação do público ao produto, e ter a liberdade de sugerir mudanças para o melhor. 

Criação do pipeline de marketing e vendas

Para que o marketing estratégico realmente funcione, sua empresa precisa colocar em prática o pipeline de marketing e vendas.

Você sabe o que é isso?

Basicamente, toda estratégia inbound funciona através de um funil de marketing e vendas. 

O funil de marketing cuida da geração e nutrição de leads, o funil de vendas cuida do fechamento em vendas. 

Esse pipeline precisa de estrutura para funcionar.

Precisa de lógica, ferramentas, espaço físico e comunicação constante. 

O marketing estratégico deve reconhecer essa necessidade, unir os dois times e entregar a estrutura necessária para que ele consiga cumprir com o seu papel. 

As 4 fases do marketing estratégico

Ícones mostrando as quatro fases do marketing estratégico.

Bom, até aqui já conseguimos clarificar bastante os processos do marketing estratégico, certo?

Entendemos como os dois colaboram, quais são suas ferramentas em comum e delineamos algumas ações como exemplo dessa colaboração. 

Agora precisamos conversar sobre como funciona a implementação do marketing estratégico na prática. 

Por onde começar? E quais são os próximos passos?

É isso que vamos descobrir juntos agora. Acompanhe: 

Planejamento

O planejamento do marketing estratégico envolve todas as ações de estudo, conceituação, branding, pesquisa de concorrência e o que mais for necessário para colocar as próximas ações em prática. 

Nós citamos algumas ao longo desse texto.

Fazer uma análise SWOT, por exemplo, é um dos primeiros passos do planejamento. 

Além de pesquisas de fora – voltadas para o mercado – também é necessário pesquisar pra dentro, para entender quais são os pontos que sua empresa ainda tem em deficiência antes de aplicar o marketing estratégico. 

Análise

Depois da etapa de planejamento, é fundamental analisar todas as informações obtidas em conjunto.

 Essa vai ser a primeira ação conjunta do marketing estratégico: alinhar as informações obtidas é o mesmo que colocar marketing e business funcionando em colaboração. 

Por exemplo: uma pesquisa de concorrentes é mais fácil de ser conduzida por uma equipe que conhece o mercado de perto, que está inserida diretamente nele.

Desenvolvimento

A parte de desenvolvimento conjunta está relacionada à concepção do seu produto, levando em conta o mix de marketing que mencionei anteriormente. 

O preço, o próprio produto, a praça e as técnicas de marketing para a sua divulgação e promoção precisam ser assuntos discutidos em conjunto, não monopolizados por uma equipe ou outra. 

Implementação

Depois que tudo está planejado, analisado e desenvolvido, chega a hora de colocar tudo em prática e apresentar seu produto ao mercado. 

Esse processo simples de quatro passos que mostramos tem nome: marketing. 

Por isso que o termo marketing estratégico é tão difícil de explicar.

Na teoria, o marketing já deve ser estratégico.

Ele já deve ser colaborativo e envolver praticamente a empresa inteira. 

No momento de implementar e medir resultados, o marketing precisa compartilhar as informações que tem com todos os setores interessados da empresa. 

Essa troca permite que o produto fique cada vez melhor, que os anúncios fiquem cada vez mais otimizados e que o sucesso venha com mais rapidez e garantia. 


Espero que esse texto tenha te ajudado a entender melhor o que é o marketing estratégico!

Mas também precisamos deixar claro que, na maioria das vezes, a distinção entre estratégico e não-estratégico não existe na maioria das empresas. 

Todos esperam um marketing estratégico, mas poucos tomam ações reais e concretas para que o marketing estratégico aconteça. 

Nós podemos te ajudar nisso.

Acesse nossos materiais voltados para a realidade do marketing e baixe o que fizer mais sentido para a sua empresa. 

Vou ficar te esperando.

Obrigado pela leitura e até o próximo texto!

Categorias: Marketing digital

Fernanda Andreazzi

Estrategista de conteúdo na Leadster. Atua há 5 anos com Marketing Digital, Inbound Marketing, SEO - e tudo o que há de bom

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *